Empresas Lisgráfica mais do que duplica prejuízos até Setembro

Lisgráfica mais do que duplica prejuízos até Setembro

A empresa de impressão de jornais e revistas comunicou ao regulador ter obtido um prejuízo de 1,726 milhões de euros entre Janeiro e Setembro deste ano, o que representa uma deterioração de 142% face ao resultado negativo verificado em igual período do ano passado.
Lisgráfica mais do que duplica prejuízos até Setembro
João Cortesão
David Santiago 30 de novembro de 2018 às 18:22

A Lisgráfica mais do que duplicou o prejuízo nos primeiros nove meses de 2018 comparativamente com o período homólogo.


Em comunicado enviado esta sexta-feira, 30 de Novembro, à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a empresa de impressão de jornais e revistas revela que entre Janeiro e Setembro deste ano registou um resultado negativo de 1,726 milhões de euros, valor que representa um agravamento de 142% face ao prejuízo de 712 mil euros verificado nos primeiros nove meses do ano passado.

Já o total de vendas, no mesmo período, ascendeu a 11,482 milhões de euros em 2018, menos 8,3% do que os 12,523 registados entre Janeiro e Setembro de 2017.


Esta evolução contribuiu para um aumento de 2% do passivo que se fixa no final do terceiro trimestre em 16,326 milhões de euros.


No que diz respeito ao passivo global da cotada, a Lisgráfica justifica a evolução registada "principalmente" com o "efeito contabilístico da reposição do valor nominal da dívida incluída no PER ao longo do seu período de vida (amortização), com impacto nas rubricas Empréstimos Obtidos e Fornecedores".




Marketing Automation certified by E-GOI