Empresas Palha da Silva proposto para liderar assembleia geral da EDP

Palha da Silva proposto para liderar assembleia geral da EDP

O presidente da Pharol foi proposto par ao cargo por vários dos principais acionistas da elétrica.
Palha da Silva proposto para liderar assembleia geral da EDP
Miguel Baltazar
Nuno Carregueiro 22 de março de 2019 às 21:03

Os acionistas da EDP vão votar, na próxima assembleia geral (AG) que foi convocada para 24 de abril, a escolha de Luís Palha da Silva para ocupar o lugar de presidente da mesa da assembleia geral da elétrica.

 

De acordo com o ponto 8 da ordem de trabalhos da AG, que foi publicada esta sexta-feira na CMVM, a proposta de eleição de Palha da Silva é subscrita pela China Three Gorges (23,27% do capital); Oppidium Capital (7,19%); Senfora, do Governo de Abu Dhabi (4,06%) e Fundo de Pensões do BCP (2,43%).

 

De fora deste grupo de acionistas que propõe Palha da Silva estão os fundos Poul Elliot Singer e Blackrock, bem como a Sonatrach e o fundo soberano do Qatar.  

 

A eleição de um novo presidente da mesa da AG para o atual mandato (que termina em 2020) deve-se à renúncia de António Vitorino em julho do ano passado, quando o antigo comissário europeu foi nomeado diretor das migrações na União Europeia. O lugar na EDP ficou vago desde então.

 

Se for eleito para este cargo, o presidente da Pharol passará também a integrar o Conselho Geral e de Supervisão da elétrica.

 

O Eco tinha noticiado que a escolha da Palha da Silva tinha partido da Oppidium e recebido o apoio de outros acionistas.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI