Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PCP quer Governo a levar metro até à Trofa

O PCP garantiu este sábado que não vai “desistir de lutar” por uma linha de metro para a Trofa, notando que o Governo assumiu esse compromisso com a população, há 15 anos, quando deixou o concelho “sem comboio”.

A ligação do metro até à Trofa fazia parte da primeira fase de construção do metro do Porto, mas nunca chegou a concretizar-se. Paulo Duarte/Negócios
Lusa 25 de Fevereiro de 2017 às 16:44

"É da mais inteira justiça que se cumpra esse compromisso feito com a população, quando o concelho ficou sem comboio. Não vamos desistir de lutar por esse objectivo", vincou a deputada do PCP Diana Ferreira, em declarações à agência Lusa, no dia em que se assinalam 15 anos do encerramento da circulação ferroviária até à Trofa.

 

A deputada visitou hoje a zona da estação da Trofa e a localidade de Muro para "reafirmar que o metro tem de chegar à Trofa" e destacar que, para o PCP, "neste momento, a alternativa ao metro é o metro".

 

"O ministro disse haver conversações com a Câmara da Trofa para estudar alternativas ao metro, mas para nós a alternativa ao metro é o metro", afirmou Diana Ferreira.

 

De acordo com a deputada, está em causa "um prolongamento de meia dúzia de quilómetros" e um investimento menor do que o previsto para outras linhas recentemente anunciadas para a Área Metropolitana do Porto.

 

"Na Trofa já existem os carris, que eram do comboio. Estamos a falar de um investimento menor do que fazer toda uma nova linha ou túneis e percursos subterrâneos", alertou Diana Ferreira.

 

A deputada afirma, ainda, que a "questão da rentabilidade da linha da Trofa não deve ser critério de análise".

 

"A análise deve ser feita do ponto de vista da mobilidade e de justiça relativamente a um compromisso assumido há 15 anos. Não deve haver aqui uma análise economicista", disse.

 

A ligação do metro até à Trofa fazia parte da primeira fase de construção do metro do Porto, mas nunca chegou a concretizar-se.

 

A 07 de Fevereiro passado foi anunciado que a segunda fase de expansão do metro vai avançar, com novas linhas nos concelhos do Porto e de Gaia.

 

A 15 de Fevereiro, o PCP anunciou ter confrontado o Governo com perguntas sobre datas para a construção da linha Trofa e alternativas em estudo.

 

No documento entregue no Parlamento, os comunistas deixam críticas aos sucessivos governos do PS e do PSD/CDS por "não cumprirem com este compromisso com a população daquele concelho e da região".

 

Os comunistas lembraram, ainda, que a Assembleia da República aprovou "um projecto de resolução apresentado pelo grupo parlamentar do PCP, que recomendava ao Governo PS a construção do prolongamento da linha do metro até à Trofa".

 

A 24 de Fevereiro de 2002, a circulação ferroviária nas linhas da CP da Póvoa de Varzim e da Trofa foram encerradas para dar início às obras de construção do canal do metro, mas a população da Trofa ficou sem ligação, enquanto a da Póvoa foi inaugurada a 18 de Março de 2006.

 

A 07 de Fevereiro deste ano, o ministro do Ambiente apontou que o Governo "está a estudar uma solução" de mobilidade que garanta a ligação à Trofa, face aos estudos efectuados no âmbito da expansão da rede do metro do Porto demonstrarem que a ligação ISMAI-Trofa não é rentável.

 

No mesmo dia o ministro João Pedro Matos Fernandes, que tem a tutela dos transportes, disse estar a estudar uma alternativa que não inclua o modo ferroviário mas que garanta a solução, apontando que esta será construída e desenhada em articulação com a Câmara da Trofa.

Ver comentários
Saber mais metro Trofa PCP Diana Ferreira ISMAI
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio