Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugal já vale menos de 25% para a JM

A subida das vendas do grupo foi impulsionada pela polaca Biedronka, que registou um aumento de 6,7%, para 13,5 mil milhões de euros. A insígnia liderou o crescimento no setor do retalho alimentar na Polónia no ano passado.

#8 - Pedro Soares dos Santos
Ana Sanlez anasanlez@negocios.pt 12 de Janeiro de 2021 às 22:02
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Jerónimo Martins (JM) fechou 2020 com um aumento das vendas de 3,5%. A dona dos supermercados Pingo Doce faturou 19,3 mil milhões de euros, num ano marcado pelo “contexto particularmente difícil” da pandemia.

A subida das vendas do grupo foi impulsionada pela polaca Biedronka, que registou um aumento de 6,7%, para 13,5 mil milhões de euros. A insígnia liderou o crescimento no setor do retalho alimentar na Polónia no ano passado.

O crescimento da Biedronka só foi ultrapassado pelo da colombiana Ara, que no ano passado registou um salto nas vendas de 8,9%, para 854 milhões de euros. Com este aumento, a Ara passou a ter mais peso do que a cadeia grossista Recheio nas vendas da JM. Arrastado pela quebra do turismo e da restauração, o Recheio fechou o ano com uma quebra nas vendas de 15,9%. Em 2019, tinha ultrapassado os mil milhões de euros. No ano que passou, o valor caiu para 847 milhões de euros.

Também as vendas do Pingo Doce recuaram em 2020, impactadas pelas “medidas restritivas” impostas ao comércio, que foram agravadas no quarto trimestre. As vendas caíram 1,9% para 3,87 mil milhões de euros. Face a estes resultados, as insígnias portuguesas passaram a valer menos de 25% (24,4%) do negócio da Jerónimo Martins. No ano anterior, Portugal pesava 26,6% no negócio do grupo.

Segundo Pedro Soares dos Santos, CEO do grupo, “todas as insígnias” acabaram 2020 “com modelos reforçados pelo intenso ‘stress test’ que a pandemia constitui e ainda mais preparadas para enfrentar um contexto operacional que continuará muito exigente em 2021”. 

Ver comentários
Saber mais Portugal JM Recheio Jerónimo Martins Ara Pingo Doce Biedronka
Outras Notícias