Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Roménia adia prazo para entrega de propostas de aquisição do BCR

O Governo da Roménia adiou, por um mês, o prazo para os bancos que estão interessados na privatização do Banca Comerciala Romana (BCR), o maior banco do país, entregarem as suas propostas vinculativas. O BCP é um dos interessados.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 01 de Setembro de 2005 às 14:05
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Governo da Roménia adiou, por um mês, o prazo para os bancos que estão interessados na privatização do Banca Comerciala Romana (BCR), o maior banco do país, entregarem as suas propostas vinculativas. O BCP é um dos interessados.

Os nove bancos que ficaram qualificados para apresentarem uma oferta vinculativa ao BCR, entre os quais está o BCP [bcp], têm agora até 17 de Outubro para entregarem as suas propostas.

O Governo tinha definido que a data limite era 19 de Setembro, mas acedeu ao pedidos dos bancos interessados em dilatar o prazo, para que estes tenham mais tempo para estudar o BCR, que é o maior banco romeno.

«Isto vai estimular a concorrência» pela aquisição do BCR, disse a agência governamental romena responsável pela privatização, citada pela agência Bloomberg.

O Deutsche Bank (Alemanha), BNP Paribas (França), Dexia, Fortis, KBC Group (os três da Bélgica), Banca Intesa (Itália), National Bank of Greece (Grécia), Erste Bank (Áustria), para além do BCP, foram os bancos qualificados para fazerem ofertas.

Estes podem optar por comprar 50% mais uma acção no Banca Comerciala Romana (BCR), ou então uma posição de controlo mais efectivo de 62%.

O BCP já anunciou que não concorrerá para partilhar o controlo do maior banco da Roménia.

As acções do BCP seguiam a valorizar 0,92% para os 2,20 euros.

Ver comentários
Outras Notícias