Preço do gasóleo sobe para máximos de quase cinco anos. Gasolina desce

Os preços dos combustíveis vão ter evoluções opostas na próxima semana, com a gasolina a descer e o gasóleo a aumentar e a fixar-se em níveis idênticos aos praticados no final de 2013.
pub
Sara Antunes 07 de setembro de 2018 às 10:49

Encher o depósito com gasolina simples de 95 octanas vai ficar mais barato a partir de segunda-feira. A descida deverá ser de um cêntimo. Já o gasóleo simples deverá registar um novo aumento, elevando o preço final para níveis idênticos aos registados em Dezembro de 2013.

A ditar esta evolução dos preços esteve o desempenho das matérias-primas, mas também a evolução do euro, que voltou a enfraquecer frente ao dólar, aumentando a factura com os combustíveis para os europeus, já que as matérias-primas são negociadas em dólares.

Assim, o preço da gasolina sem chumbo de 95 octanas simples deverá diminuir um cêntimo por litro, o que coloca o preço médio deste combustível nos 1,596 euros, segundo os preços praticados em Portugal e que constam no site da Direcção Geral de Energia e Geologia (DGEG).

Já o custo do litro do gasóleo deverá aumentar em 0,5 cêntimos para 1,384 euros, o que corresponde ao preço mais elevado do gasóleo simples desde a semana de 9 de Dezembro de 2013.

pub

O gasóleo e a gasolina simples só começaram a ser comercializados de forma generalizada em 2015, ano em que as petrolíferas passaram a ser obrigadas a disponibilizar este tipo de combustíveis nos seus postos de abastecimento. Pelo que a comparação de preços antes disso tem por base o gasóleo e a gasolina de 95 octanas normal.

A evolução dos preços dos combustíveis é calculada pelo Negócios, tendo por base a evolução dos derivados do petróleo (gasóleo e gasolina) e do euro. Fonte do sector confirmou que as oscilações nos preços rondarão os valores acima referidos, contudo, a evolução dos custos dependerá de cada posto de abastecimento, da marca e da zona onde se encontra.

pub