Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Carregamento rápido do carro eléctrico nas cidades vai custar até três euros

Estes preços vão ser cobrados nos 14 pontos de carregamento rápido que vão ser instalados até 8 de Janeiro nas principais cidades portuguesas, incluindo Lisboa e Porto, avança o Público.

Pedro Elias
Negócios 21 de Dezembro de 2016 às 09:47
  • Assine já 1€/1 mês
  • 10
  • ...

O carregamento rápido do carro eléctrico vai custar entre 1,5 euros e três euros. Este é o valor estipulado para os 14 postos de carga rápida que vão ser instalados nas principais cidades portuguesas.

O valor foi adiantado pelo ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, ao jornal Público esta quarta-feira, 21 de Dezembro, que apontou que usar um carro eléctrico terá um custo "incomparavelmente mais baixo" do que um veículo movido a gasóleo ou gasolina.

O tempo para recarregar um veículo eléctrico nestes postos varia entre os 20 e os 30 minutos.

Estes preços vão ser cobrados nos 14 pontos de carregamento rápido que vão ser instalados até 8 de Janeiro: dois em Lisboa e dois no Porto, além de um em cada uma destas cidades: Vila Nova de Gaia, Matosinhos, Braga, Cascais, Loures, Aveiro, Évora, Valença, Viana do Castelo e Vila Real.

No concurso público lançado - e que foi repetido por problemas nas assinaturas digitais -, a Mobielectric, do grupo C. Santos, foi a empresa que arrebatou mais postos: oito no total, avança o Público.


Já a EDP ganhou cinco postos (Aveiro, Évora, Valença, Viana do Castelo e Vila Real), enquanto a Prio ficou com um posto (Coimbra).

Dos 50 postos de carga rápida previstos, apenas estão garantidos 35 postos. O Governo aponta que a "negociação nem sempre tem sido completamente pacífica", em particular com os concessionários das estações de serviço que olham para os carros eléctricos como um "potencial concorrente".

Ver comentários
Saber mais carro eléctrico mobi.e mobilidade eléctrica Portugal energia João Pedro Matos Fernandes
Mais lidas
Outras Notícias