Energia EDP Renováveis "agarra" 45 milhões do BEI para três parques eólicos em Portugal

EDP Renováveis "agarra" 45 milhões do BEI para três parques eólicos em Portugal

O Banco Europeu de Investimento vai financiar três parques eólicos em Portugal tendo numa tentativa de impulsionar o país em direção às metas de sustentabilidade estabelecidas a nível europeu.
EDP Renováveis "agarra" 45 milhões do BEI para três parques eólicos em Portugal
Ana Batalha Oliveira 12 de dezembro de 2019 às 13:13

O Banco Europeu de Investimento (BEI) vai conceder 45 milhões de euros à Eólica da Linha, integralmente detida pela EDP Renováveis, para a construção de três parques eólicos em Portugal.

O anúncio foi feito durante a COP 25, a 25.ª Convenção Quadro das Nações Unidas para as Alterações Climáticas, em Madrid. A elétrica vai ainda poder contar com o cofinanciamento do Banco Português de Investimento (BPI).

Os três parques eólicos somam uma capacidade de 96 megawatts (MW) e distribuem-se pelo norte e oeste do país.

O Parque Eólico Maunça, de 20,5 MW, vai erguer-se na zona da Batalha e Leiria, o Parque Eólico Vigia, de 28,8 MW, nasce em Tarouca e o Parque Eólico Penacova vai instalar-se na localidade com o mesmo nome, onde se vai concentrar a maior capacidade, de 46,8 MW.

Estes parques eólicos estão projetados para serem ligados à rede de média-tensão. Os projetos envolvem 240 postos de trabalho durante a fase de execução, acrescenta ainda a empresa em comunicado.

"O financiamento do BEI concedido à EDPR irá ajudar Portugal a cumprir com o Plano Nacional de Ação para as Energias Renováveis do governo, que prevê que 80% do consumo bruto de eletricidade do país seja gerado a partir de fontes renováveis até 2030. Para além disso, este projeto contribui para as metas da Comissão Europeia de ter, pelo menos, 32% do consumo final de energia proveniente de fontes renováveis até 2030", explica a elétrica na mesma nota de imprensa.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI