Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

ERSE aprova 25,7 milhões de euros de investimentos na rede de gás natural

De acordo com o parecer, publicado no 'site' da entidade, ficam assim adiados outros projetos de investimento, como o de adaptação do cais de acostagem do Terminal de Gás Natural Liquefeito (TGNL) de Sines, propostos pelo operador.

Bruno Simão
Lusa 19 de Junho de 2020 às 20:17
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) deu parecer positivo a 25,7 milhões de euros de investimentos na rede de gás natural, um valor que abrange apenas projetos mais de base e virados para a manutenção.

De acordo com o parecer, publicado no 'site' da entidade, ficam assim adiados outros projetos de investimento, como o de adaptação do cais de acostagem do Terminal de Gás Natural Liquefeito (TGNL) de Sines, propostos pelo operador.

A ERSE recordou que a REN Gasodutos, "enquanto operador da Rede Nacional de Transporte de Gás Natural (RNTGN), apresentou à Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG), uma proposta de plano decenal indicativo de desenvolvimento e investimento da rede nacional de transporte, infraestruturas de armazenamento e terminais de GNL (RNTIAT) para o período 2020-2029 (PDIRGN 2019)".

Esse plano foi depois remetido à ERSE e colocado em consulta pública. A entidade deu agora o seu parecer final.

De acordo com a ERSE, tendo em conta as propostas de investimento e os comentários recebidos no âmbito da consulta, o regulador recomenda que "na versão final de PDIRGN 2019 a submeter ao concedente para aprovação, o operador da RNTGN [REN] solicite a emissão de Decisão Final de Investimento apenas para um montante total de 25,7 milhões de euros para serem concretizados, no período de 2020 a 2024, nos 'Projetos Base' propostos e associados, por um lado, à Gestão Técnica Global (5,3 milhões de euros) e, por outro, à 'melhoria operacional, adequação regulamentar' e 'gestão fim vida útil de ativos' das infraestruturas da RNTGN, do armazenamento subterrâneo do carriço e do Terminal de GNL de Sines (20,4 milhões de euros)", de acordo com o parecer.

"Todos os restantes projetos de investimento apresentados na proposta" da REN deverão ver a sua apreciação adiada para futuras edições da proposta de plano decenal.

No caso do projeto de Sines, "considera-se que ainda não é o momento adequado para uma tomada de Decisão Final de Investimento favorável a este projeto, devido à incerteza sobre o modo como a referida estratégia nacional virá a ser concretizada", indicou a ERSE. Para o regulador, importa ainda entender "qual o estado de desenvolvimento de toda a restante cadeia de valor que se encontra associada a esta potencial nova utilização de GNL".

Segundo a ERSE, "em resultado desta recomendação, o valor total de investimento na RNTIAT no período de 2020- 2024 ascenderá a 48,2 milhões de euros, valor que integra o investimento já aprovado no PDIRGN 2017 e o investimento decorrente da recomendação da ERSE para o PDIRGN 2019".

De acordo com a ERSE, este volume de investimentos "permite antecipar uma manutenção dos custos a suportar pelos consumidores em sede de tarifas de acesso às redes de gás natural".

 
Ver comentários
Saber mais ERSE REN Gasodutos Terminal de GNL de Sines RNTGN Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos GNL energia
Mais lidas
Outras Notícias