Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lucros da EDP Renováveis quase triplicam até setembro

A EDP Renováveis fechou os primeiros nove meses com um lucro 197% superior ao observado há um ano.

O Haitong avalia as acções da EDP Renováveis em 8,00 euros, o que implica um potencial de valorização 35%. A recomendação é de comprar.

O banco de investimento assinala que a EDP Renováveis apresenta uma avaliação “muito atractiva”, estando a negociar em bolsa tendo em conta um cenário “muito pessimista”, com um crescimento nulo na capacidade instalada e um aumento de 50 pontos base no custo médio do capital. Trata-se de uma avaliação “injustificada, pois acreditamos que a acção deve começar a apresentar uma melhor prestação assim que as notícias nos Estados Unidos confirmarem que não era tão más como o esperado”.

O Haitong considera que o mercado reagiu de forma exageradamente negativa aos riscos regulatórios nos Estados Unidos devido à vitória de Donald Trump nas eleições. “Dado que a regulação nos Estados Unidos advém de três fontes (Presidente, Congresso e Estados) e pelo menos duas não mudaram, acreditamos que o risco regulatório é mais baixo do que está a ser apreendido pelo mercado”, acrescenta.
Miguel Baltazar/Negócios
Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 30 de Outubro de 2019 às 07:47
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
A EDP Renováveis terminou os primeiros nove meses do ano com um resultado líquido de 342 milhões de euros, mais 197% do que os 115 milhões registados em igual período do ano passado, revela a empresa em comunicado enviado para a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A contribuir para este desempenho estiveram as receitas, que cresceram 10% para 1,36 mil milhões de euros. A empresa liderada por João Manso Neto explica que a melhoria das receitas está relacionada com vários fatores: maior capacidade; maior preço médio de venda; impacto cambial; maior recurso eólico e "o termo esperado dos PTCs de 10 anos de certas estruturas de tax equity".

A ajudar os resultados esteve também a venda de ativos, que representaram um encaixe de 226 milhões de euros para as contas da EDP Renováveis. 

Neste contexto, o EBITDA da empresa aumentou 40% para 1,2 mil milhões de euros.

A empresa de energias renováveis reduziu a sua dívida em 0,1% para 3,06 mil milhões de euros.

No dia 15 de outubro a EDP Renováveis tinha já revelado os dados operacionais, reportando um aumento de produção de 6%.

(Notícia atualizada às 7:55 com mais informação)
Ver comentários
Saber mais EDP Renováveis
Outras Notícias