Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Nevões no Texas custaram à EDP algumas dezenas de milhões de dólares

A EDP está entre as proprietárias de parques eólicos nos EUA penalizadas pelos fortes nevões que assolaram o Texas no mês passado, disse o CEO da elétrica em entrevista à Bloomberg. Mas as perdas não foram tão significativas quanto as de outros operadores.

Miguel Stilwell de Andrade acumula a liderança da EDP e da EDP Renováveis.
Ricardo Almeida
Negócios jng@negocios.pt 05 de Março de 2021 às 21:31
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

A EDP – Energias de Portugal está entre as empresas com parques eólicos nos Estados Unidos que foram penalizadas pelos fortes nevões que assolaram o Texas no mês passado, declarou o seu CEO, Miguel Stilwell Andrade, em entrevista à Bloomberg.

 

Segundo o presidente executivo da elétrica portuguesa, o impacto financeiro esteve nalgumas dezenas de milhões de dólares. "O que é uma penalização relativamente modesta quando comparada com outros produtores de energia eólica que tiveram perdas de centenas de milhões", sublinhou.

No mês passado, recorde-se, uma vaga de frio do Ártico atingiu muitos estados do sul dos EUA e praticamente metade da geração de eletricidade do Texas foi abaixo, um apagão que provocou avultadas perdas às produtoras de energia e que deixou milhões de casas e empresas sem aquecimento nem luz durante dias. Além disso, provocou a morte a dezenas de pessoas.

 

As turbinas eólicas do Texas congelaram e os projetos de algumas empresas – como a canadiana Innergex Renewable Energy Inc. e a alemã RWE – registaram cortes de produção. Nalguns casos, os operadores eólicos incapazes de produzir viram-se obrigados a comprar eletricidade ao preço de 9.000 dólares por megawatt/hora para honrarem os seus compromissos de venda.

Grande parte – embora não todo – do portefólio da EDP no Texas beneficia de acordos de compra de eletricidade, o que limitou as perdas. Se os ativos associados a esses contratos não estivessem a produzir, não teriam de vender energia", explicou o CEO.

 

"No Texas, a maioria das pessoas teve de entregar energia contratada que não possuía, pelo que tiveram de a comprar no mercado" para honrarem os compromissos, disse Miguel Stilwell Andrade.


(notícia atualizada às 21:50)

Ver comentários
Saber mais Texas Estados Unidos EDP Miguel Stilwell Andrade Portugal energia
Outras Notícias