Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sonangol vende posição na Puma Energy por 600 milhões mas “segura” ativos

A petrolífera angolana vendeu a participação que detinha na Puma Energy por 600 milhões de dólares, o mesmo valor que pagou para garantir os ativos estratégicos da empresa, incluindo a rede de postos de combustíveis e os terminais aeroportuários.

Um memorando sobre a Sonangol pede “ações corretivas urgentes” do Estado.
DR
Rita Faria afaria@negocios.pt 16 de Abril de 2021 às 10:06
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Sonangol anunciou esta sexta-feira que vendeu a participação de 31,78% que detinha na Puma Energy por 600 milhões de dólares, tendo adquirido, pelo mesmo valor, alguns dos ativos da empresa, através da Sonangol Holdings.

A posição foi vendida à Trafigura, numa operação que deverá estar concluída dentro de 6 a 8 meses, segundo comunicado da Sonangol.

A operação implica, ao mesmo, tempo, a compra dos principais ativos estratégicos da Puma - pelo mesmo valor da alienação – que incluem a rede de retalho da Pumangol, composta por 79 postos de abastecimento de combustíveis; terminais aeroportuários em Luanda, Catumbela, Cunene e Lubango; o Terminal de Armazenagem do Porto Pesqueiro, na Baía de Luanda, e a empresa Angobetumes.

"Estas transacções representam o culminar dos esforços da petrolífera nacional, visando resguardar-se da participação na recapitalização da Puma Energy", justifica a Sonangol, em comunicado.

A petrolífera acrescenta que os acordos assinados "estão alinhados ao objectivo estratégico inserido no Programa de Privatizações, com resultados evidentes na optimização do portfólio de activos da Sonangol, elementos-chave para o propósito de se focar no seu negócio principal".

Ver comentários
Saber mais Puma Energy Sonangol Holdings Baía de Luanda
Outras Notícias