Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

UE dá margem a países para reduzirem menos o consumo de eletricidade

Proposta da Comissão citada pelo Corriere dela Sera adianta que Estados-membros podem cortar menos de 5% na energia consumida desde que pelo menos 7% dos horários de pico sejam cobertos.

OLIVIER HOSLET
Negócios jng@negocios.pt 25 de Setembro de 2022 às 11:17
  • Partilhar artigo
  • 7
  • ...

É um volte-face na posição inicial da Comissão Europeia sobre o plano de poupança de energia para o próximo inverno. Afinal, os países vão poder ter margem para reduzir o consumo de eletricidade num patamar abaixo dos 5% inicialmente propostos, assumindo o compromisso de pelo menos 7% dos horários de pico serem cobertos.

O Corriere dela Sera adianta este domingo que o plano da União Europeia para conter a crise de energia dará aos Estados membros margem para reduzir o consumo de eletricidade abaixo do proposto, refere o jornal italiano citando um documento preliminar.

A Comissão Europeia pretende publicar na próxima quarta-feira um documento onde detalhará os passos futuros que o bloco dará para aliviar a crise energética, informou a Bloomberg anteriormente.

Segundo o Corriere dela Sera, também citado pela Bloomberg, a proposta inicial de definia que cada Estado deve reduzir o consumo de energia em 5% por hora durante o horário de pico, representando pelo menos 10% de todas as horas no período entre 1 de dezembro de 2022 e 31 de março de 2023.

Agora, de acordo com o jornal italiano, terá havido uma atualização no documento que determina que os países podem decidir estabelecer uma meta para uma percentagem diferente no horários de pico, desde que pelo menos 7% dos horários de pico sejam cobertos.

Além das regras para a poupança de energia nos 27 países da UE, a Comissão poderá ainda apresentar esta quarta-feira

um novo mecanismo para o preço travar a subida do gás, em alternativa à referencia do mercado holandês Title Transfer Facility (TTF).

Ver comentários
Saber mais UE Comissão Europeia energia gás eletricidade poupança consumo
Outras Notícias