Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Casa portuguesa enche Alfândega do Porto em junho

A fileira casa portuguesa, que emprega 61 mil pessoas e exporta 70% de uma faturação superior a 3,3 mil milhões de euros, vai mostrar o seu melhor no Portugal Home Week, um evento internacional exclusivo para profissionais, que se realiza em junho na Alfândega do Porto.

Rui Neves ruineves@negocios.pt 28 de Maio de 2019 às 12:07
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As principais empresas portuguesas da chamada fileira casa - as indústrias ligadas ao mobiliário, iluminação, decoração e têxteis-lar -, assim como alguns dos influenciadores e líderes de opinião do setor, a nível global, vão estar presentes no Portugal Home Week, que se realiza a 26 e 27 de junho, no Centro de Congressos da Alfândega do Porto.

 

"Sob a marca Portugal Home Week vão desenrolar-se vários eventos, desde momentos puramente lúdicos, a experiências na cidade e na região, viagens que integram visitas a alguns polos de referência da fileira casa portuguesa, um espaço dedicado a start-ups e os eventos principais Home Show e Home Summit", detalha a organização, em comunicado.

 

O grande destaque vai para a Home Summit, um ciclo de conferências internacionais onde algumas figuras de topo a nível global, juntamente com especialistas nacionais, vão apresentar e discutir tendências, conjugar esforços e alinhar estratégias com vista ao crescimento e promoção internacional do sector.

 

"O principal objectivo, passa pela inauguração de um fórum de discussão regular, com foco em Portugal", avança a promotora do evento, a Associação Portuguesa dos Industriais de Mobiliário e Afins (APIMA).

 

Entre os oradores estarão a "designer industrial" Karim Rachid, a fundadora da 36Inspiration Zuzanna Skalska, o consultor e diretor artístico no IED (Istituto Europeo di Design Spa), Giovanni Ottonello, o embaixador do EIDD Design for All in Europe Pete Kercher, e Magdalena Plonka, consultora do Ministério para o Desenvolvimento polaco.

A fileira casa portuguesa é constituída por cerca de 7.600 empresas, maioritariamente constituída por PME, que emprega 71 mil pessoas e fechou o último ano com uma faturação de 3,34 mil milhões de euros, dos quais 2,5 mil milhões foi gerada nos mercados internacionais, com vendas para mais de 180 países.

"Este é um setor pujante e com larga margem para expansão, expansão essa que só pode acontecer havendo um claro apoio à exportação e à internacionalização do tecido empresarial. Por isso, o Portugal Home Week é um evento que só peca por tardio", enfatiza Gualter Morgado, secretário-geral da APIMA.

Ver comentários
Saber mais portugal home week fileira casa mobiliário iluminação têxteis-lar apima alfândega do porto
Mais lidas
Outras Notícias