Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Chinesa Xiaomi compra mais de mil patentes à Microsoft

A Xiaomi chegou a acordo para comprar cerca de 1.500 patentes à Microsoft. O acordo prevê ainda, segundo a imprensa, que a fabricante de smartphones vai pré-instalar nos seus dispositivos aplicações do Office e Skype.

Reuters
Ana Laranjeiro alaranjeiro@negocios.pt 01 de Junho de 2016 às 13:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

A start-up chinesa Xiaomi, que produz smartphones, deu mais um passo no sentido de atravessar as fronteiras asiáticas. De acordo com o Wall Street Journal (WSJ), a companhia chegou a acordo para comprar cerca de 1.500 patentes à Microsoft. Este acordo, escreve o jornal, é visto como o reflexo do esforço da empresa asiática no sentido de adquirir a propriedade intelectual necessária para que possa expandir a comercialização dos seus produtos para os mercados desenvolvidos.

Um porta-voz da Xiaomi disse à TechCrunch que "a Microsoft vendeu à Xiaomi quase 1.500 patentes de elevada qualidade" relacionadas com "várias tecnologias, incluindo comunicações wireless, vídeo, cloud e multimédia". A mesma publicação revela ainda que o acordo alcançado entre as duas empresas prevê que, a partir de Setembro, os dispositivos da empresa chinesa passem a contar com a pré-instalação de aplicações Office e com o Skype. Assim, depois do Verão, o Xiaomi Mi 5, Mi Max, Mi 4s, o Redmi Note 3 e o Redmi 3 vão chegar ao mercado com as aplicações do Microsoft Word, Excel, PowerPoint, Outlook e Skype pré-instaladas.

O WSJ refere que a operação de venda de patentes por parte da Microsoft insere-se na estratégia da norte-americana para cobrar direitos às empresas que usam o sistema operativo Android, que, assinala a Microsoft, usa alguma da sua tecnologia. Além disso, a divulgação deste acordo ocorre numa altura em que Satya Nadella, CEO da Microsoft, está a realizar uma visita a Pequim (China). A presença na capital chinesa enquadra-se no âmbito de uma visita para encontrar-se com programadores pela Ásia, segundo um porta-voz da empresa norte-americana.

A Microsoft tem sido alvo de várias investigações por parte das autoridades da concorrência chinesas devido ao seu software. O porta-voz da empresa não quis comentar se o presidente da Microsoft vai reunir-se, durante a sua estada em Pequim, com estas autoridades.

A Xiaomi vendeu mais de 70 milhões de smartphones no ano passado, de acordo com informações reveladas pela empresa e citadas pela imprensa internacional. Segundo a TechCrunch, os dispositivos Xiaomi são vendidos, pelo menos, em seis países asiáticos e no Brasil. E um dos principais objectivos da empresa chinesa é entrar no mercado norte-americano.

A Bloomberg, num artigo publicado no ano passado, aponta que a Xiaomi terá uma avaliação que pode rondar os 45 mil milhões de dólares – mais de 40 mil milhões de euros.

Ver comentários
Saber mais Wall Street Journal Microsoft Xiaomi Satya Nadella Skype China smartphones patentes
Mais lidas
Outras Notícias