Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Microsoft corta mais 1.850 postos de trabalho

Os cortes vão ter lugar na unidade de smartphones da companhia. A maioria deles na Finlândia. A Microsoft tinha já anunciado a redução de 7.800 postos de trabalho no passado mês de Julho, a juntar aos 18 mil realizados um ano antes.

3 - Microsoft – A empresa criada por Bill Gates fica atrás das duas challengers: a marca da janela vale 66 mil milhões de euros.
REUTERS
Negócios 25 de Maio de 2016 às 11:03
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A compra da Nokia continua a ser uma grande dor de cabeça para a gigante norte-americana. Desde 2014, a Microsoft já foi forçada a reduzir 25.800 postos de trabalho. Esta quarta-feira, 25 de Maio, anuncia um novo corte de 1.850 na unidade de smartphones, 1.350 deles na Finlândia, avança o The New York Times. Esta última redução representa para a empresa um custo de 950 milhões de dólares (cerca de 849 milhões de euros). 

Num email dirigido a todos os colaboradores da Microsoft, citado pelo jornal norte-americano, Terry Myerson, vice-presidente da empresa, descreve os cortes "como incrivelmente difíceis" mas sublinha que a empresa necessita de "estar mais focada na área de hardware".

A compra da Nokia foi uma grande aposta do anterior presidente executivo, Steve Ballmer, que acreditava que a Microsoft conseguiria ter sucesso na área dos smartphones ao combinar hardware (dispositivos) com o software (programas informáticos), como acontece na Apple. Este negócio acabou por ser revelar um dos mais dispendiosos da história da Microsoft, sendo que a própria empresa já admitiu que pagou de mais pela unidade de telefones da Nokia.



Ver comentários
Saber mais Microsoft Nokia Finlândia Terry Myerson Steve Ballmer
Mais lidas
Outras Notícias