Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Itália perto de fechar investimento de 5 mil milhões com a Intel

Em causa está a construção de uma fábrica de chips. A Intel já tinha anunciado um plano de expansão para a Europa, num investimento total de 86,5 mil milhões de euros.

D.R.
  • Partilhar artigo
  • ...

Itália está perto de fechar um acordo com a Intel no valor de 5 mil milhões de dólares (4,92 mil milhões de euros). Como objetivo final está a construção de uma fábrica de montagem de chips no país, indica a Reuters, citando fontes conhecedoras do assunto.


O investimento da Intel em Itália é parte de um plano da empresa de chips norte-americana que pretende investir cerca de 88 mil milhões de dólares (86,5 mil milhões de euros) em fábricas na Europa. O anúncio oficial desta nova infraestrutura vai ser feito no final de agosto, antes das eleições legislativas no país, marcadas para 25 de setembro.


De acordo com a Reuters, o Estado italiano deve entrar com 40% do investimento total.


A meio de março deste ano a empresa já tinha anunciado um mega complexo de produção de chips na Alemanha, naqueles que foram os primeiros detalhes do plano de expansão europeu. A fábrica em Madgeburg vai criar sete mil empregos de construção e três mil permanentes, num investimento que vai totalizar os 17 mil milhões de euros. Ainda assim, a infraestrutura só vai estar operacional a partir de 2027.


Este plano é uma das últimas tentativas de um grande fabricante de chips de aumentar a produção, numa altura em que aumenta drasticamente a procura por esta tecnologia. Uma das empresas mais prejudicadas foi a Volkswagen que revelou que tinha vendido menos dois milhões de carros devido a este problema.


A par destes desenvolvimentos a Comissão Europeia lançou o "chips act", cujo objetivo é financiar os fabricantes, estando disponíveis 15 mil milhões de euros até 2030. Esta nova proposta soma-se ao investimento comunitário já aprovado nos planos NextGenerationEU, Horizon Europe no valor de 30 mil milhões de euros.

Ver comentários
Saber mais Itália Reuters Intel
Outras Notícias