Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Folha de São Paulo deixa de publicar conteúdo no Facebook

O jornal brasileiro Folha de S.Paulo, que tem a maior circulação do país, informou esta quinta-feira que deixará de publicar conteúdo no Facebook um mês após a rede social diminuir a visibilidade do jornalismo profissional nas páginas dos utilizadores.


Os gigantes tecnológicos dos EUA (Facebook, Amazon, Apple, Netflix e Google) foram responsáveis por uma subida do Nasdaq até 29% em 2017, até ao momento, e o retorno dos FAANG cifrou-se em mais de 50%, em termos médios. Na nossa opinião, não se trata de uma mera recorrência da bolha dot-com verificada no final da década de 1990. Ao contrário dessa experiência — durante a qual os analistas imaginaram novas formas de valorizar empresas que não passavam de ideias — as empresas que lideram actualmente o sector são reais e apresentam fluxos de caixa tangíveis. Estamos em crer que a inovação tecnológica é um tema estrutural que poderá acrescentar 1% -1,5% ao crescimento potencial do PIB mundial nos próximos 10-15 anos.
Reuters
Lusa 08 de Fevereiro de 2018 às 14:43
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
"As desvantagens de utilizar o Facebook como um caminho para essa distribuição ficaram mais evidentes após a decisão da rede social de diminuir a visibilidade do jornalismo profissional nas páginas de seus usuários", destacou a empresa numa nota divulgada esta quinta-feira, 8 de Fevereiro.

A decisão já está em vigor, porém, não impedirá que os leitores continuem a partilhar conteúdos do jornal nas suas páginas pessoais do Facebook.

Na nota, a Folha de S.Paulo justificou que as mudanças promovidas pela rede social "reforçam a tendência de o utilizador consumir cada vez mais conteúdo com o qual tem afinidade, favorecendo a criação de bolhas de opiniões e a propagação de 'fake news' [notícias falsas]".

"Além disso, não há garantia de que o leitor que recebe o link com determinada acusação ou ponto de vista terá acesso também a uma posição contraditória a essa", avaliou o jornal.

"Esses problemas foram agravados nos últimos anos pela distribuição em massa de conteúdo deliberadamente mentiroso, as chamadas 'fake news', como aconteceu na eleição presidencial dos EUA em 2016", acrescentou.

O jornal brasileiro disse ter compilado dados que indicam que em Janeiro o volume total de interacções obtidas pelas 10 maiores páginas de jornais brasileiros no Facebook registaram uma queda de 32% face ao mesmo período de 2017.

"Com a queda do alcance das páginas, o Facebook perde espaço como fonte de acessos a sites de jornalismo", destacou.

A empresa brasileira destacou ainda que tem actualmente 5,95 milhões de seguidores no Facebook, sendo o maior jornal brasileiro nesta rede social.

A Folha de S.Paulo manterá perfis actualizados diariamente em outras redes sociais como o Twitter, onde tem 6,2 milhões de seguidores, Instagram, com 727 mil seguidores e no Linkedin, onde tem 726 mil seguidores.
Ver comentários
Saber mais Folha de São Paulo Facebook redes sociais
Outras Notícias