Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Contrato com TAP só em Maio

A meta de ter até 30 de Abril o contrato de promessa de compra e venda com os privados da TAP concluído não será cumprida. Pedro Marques admitiu que entrará por Maio.

A carregar o vídeo ...
Alexandra Machado amachado@negocios.pt 26 de Abril de 2016 às 11:29
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
Em Fevereiro, quando o Governo assinou com os privados da TAP a reversão de parte da privatização da transportadora aérea, havia uma meta fixada: até 30 de Abril deveria passar-se do memorando de entendimento para um contrato de promessa de compra e venda com os privados e a assinatura de um parassocial.

Data que não vai ser cumprida. Pedro Marques, ministro das Infra-estruturas, admitiu esta terça-feira, 26 de Abril, no Parlamento que a negociação será concluída nas "próximas três semanas", ou seja, "entrando no mês de Maio".

Significa que 30 de Abril será uma data que resvalará para a assinatura do contrato de compra e venda. Pedro Marques atribuiu este atraso às alterações correntes da empresa.

A TAP tem sido um dos temas pelos quais Pedro Marques tem sido mais questionado na Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas no Parlamento, tendo mesmo já ouvido dos partidos da oposição que amanhã [quarta-feira] é que será ouvido o "verdadeiro ministro da TAP", numa referência à audição de Diogo Lacerda Machado, que esteve envolvido nas negociações com o consórcio privado de David Neeleman e Humberto Pedrosa.

Pedro Marques preferiu atacar o Governo anterior, pelo que disse ser uma privatização apressada. 

"A TAP não estava bem quando tomámos posse", salientou.

Ver comentários
Saber mais TAP Maio contrato David Neeleman Humberto Pedrosa
Mais lidas
Outras Notícias