Aviação Franceses da Vinci nomeiam novo CEO para a ANA

Franceses da Vinci nomeiam novo CEO para a ANA

Thierry Ligonnière, até agora “chief operating officer” da concessionária dos aeroportos nacionais, vai assumir a presidência executiva da empresa, em substituição de Carlos Lacerda.
Franceses da Vinci nomeiam novo CEO para a ANA
Celso Filipe 11 de junho de 2018 às 08:30
A ANA - Aeroportos de Portugal vai ter um novo CEO. Trata-se de Thierry Ligonnière que substitui no cargo Carlos Lacerda.

A concessionária dos aeroportos nacionais, detida pelos franceses da Vinci desde Dezembro de 2012 passa, assim, a ser liderada por um gestor que se encontrava na administração da empresa desde Janeiro de 2014, altura em que foi nomeado "chief operating officer".

José Luís Arnaut, presidente não executivo da ANA, em declarações ao Negócios, classifica a opção por Thierry Ligonnière como uma "solução natural". "Está connosco há quatro anos, conhece a operação como ninguém e tem sido o interlocutor do processo de negociação do Montijo. Sinto-me contente com esta solução de continuidade e a nomeação de portugueses para a comissão executiva. Com Carlos Lacerda correu tudo bem e a prova disso é que continuará ligado a nós", sublinha.

Carlos Lacerda, que se encontrava na liderança da ANA de Março de 2017, tendo na ocasião substituído Jorge Ponce de Leão, irá manter-se na companhia como membro não executivo da administração e regressa à SAP, multinacional que desenvolve softwares de gestão de empresas.

Antes de ingressar na concessionária dos aeroportos, Carlos Lacerda era director-geral da SAP. Agora subirá uns degraus, passando a exercer o cargo de vice-presidente daquela empresa, tornando-se responsável pela unidade de negócio da multinacional para a Europa do Sul, Médio Oriente e África.

A caminhada internacional do novo presidente executivo

A Vinci enfatiza que o novo CEO da ANA, Thierry Thierry Ligonnière, "tem um conhecimento profundo da companhia, do seu potencial e dos desafios que tem pela frente" e uma experiência, tanto no domínio financeiro como operacional, a qual foi conseguida através de um "caminho profissional verdadeiramente internacional que começou no México e passou por França antes de chegar a Portugal", sendo que é também director da Vinci para a América do Sul.
Ligonnière é formado em engenharia civil pela Ecole Spéciale des Travaux publics, du Bâtiment et d'Industrie de Paris e mestre em administração de empresas.

As mudanças na gestão de topo da ANA traduzem-se também na nomeação de dois novos membros da comissão executiva. Francisco Pita, que é quadro da ANA desde 2001, irá ocupar as funções de "chief comercial officer". Já o lugar de "chief operating officer", até agora pertencente a Thierry Ligonnière, passará a ser desempenhado por Chloé Lapeyre, que antes era directora-geral do aeroporto de Phnom Penh, capital do Camboja, também gerido pela Vinci Airports. António Morgado continuará a ter a seu cargo o pelouro dos recursos humanos.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI