Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

IP assegura que obras na ferrovia vão avançar mas reconhece percalços  

Em reação às notícias que indicavam o cancelamento ou adiamento de 18 obras no âmbito do programa Ferrovia 2020, a Infraestruturas de Portugal faz o ponto de situação e garante que todos os projetos vão avançar, apesar de enumerar vários contratempos.

Miguel Baltazar
Ana Batalha Oliveira anabatalha@negocios.pt 19 de Novembro de 2019 às 16:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

"Não há qualquer suspensão ou cancelamento" das 18 obras na ferrovia do Norte e Centro, afirma a Infraestruturas de Portugal, em resposta à notícia avançada pelo Jornal de Notícias esta terça-feira, 19 de novembro.

A publicação afirma que a Infraestruturas de Portugal (IP) cancelou ou adiou 18 obras do programa Ferrovia 2020, apresentado em fevereiro de 2016 e que pressupôs um investimento de 2 mil milhões de euros.

"Todos os investimentos previstos executar no âmbito do Ferrovia2020 estão em desenvolvimento e serão concretizados", garante a IP no mesmo comunicado, embora reconheça "alguns atrasos verificados e já esclarecidos publicamente".

Olhando às linhas individualmente, a empresa confirma que no caso da linha do Douro entre Marco de Canaveses e  Régua "dificuldades técnicas evidenciadas pelo consórcio projetista obrigaram à revogação do contrato" mas avança que a contratação de um novo consórcio está a ser concluída.

Também o projeto de execução relativo à modernização da Linha de Sines teve um percalço, e encontra-se atualmente em fase de revisão por parte da direção de engenharia da IP. Já a eletrificação da linha do Algarve, "ao contrário do inicialmente previsto", os troços Faro-Vila Real de Santo António (VRSA) e Tunes-Lagos terão de ser sujeitos a processos de Avaliação de Impacte Ambiental (AIA), uma "situação que tem implicações nas datas de lançamento dos concursos de empreitada".

Por fim, a renovação integral de via entre Válega e Espinho tem o lançamento do concurso de empreitada marcado para 2020 e a conclusão está prevista até 2023, quando, de acordo com o JN, "deveria ter ficado pronta no final de setembro deste ano". 

Ver comentários
Saber mais Norte IP Centro Portugal Infraestruturas Jornal de Notícias Governo economia negócios e finanças construção e obras públicas obras públicas
Mais lidas
Outras Notícias