Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Recuperação do turismo vai ser longa. "Não tenhamos ilusões", avisa José Theotónio

O presidente executivo do grupo Pestana, José Theotónio, admite que o turismo só irá regressar aos níveis anteriores à crise dentro de três a cinco anos.

A carregar o vídeo ...
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
Poucas semanas depois de a hotelaria nacional ter começado a reabrir, o presidente do maior grupo hoteleiro nacional garante não ter ilusões. A retoma será longa e não irá demorar menos do que três a cinco anos. Até lá, o setor sobrevive com o mercado nacional, que "está a responder", mas que não é suficiente para ocupar a oferta existente.

"[A recuperação vai demorar], no mínimo, três a cinco anos. Aliás, os últimos grandes anos do turismo português tinham sido 2007 e 2008. Depois, foi a grande crise económico-financeira e só em 2016, oito anos depois, é que tivemos um ano tão bom como esses", diz José Theotónio, presidente executivo do grupo Pestana, em entrevista ao Negócios e à Antena 1.

O gestor admite ainda que "o verão está perdido", mesmo com as reduções de preço que já se fazem sentir na hotelaria, com a oferta de mais serviços pelo mesmo valor. "Sente-se que há um abaixamento dos preços ao nível da hotelaria, isso é indiscutível", reconhece.

Para este ano, o "grande objetivo" é chegar ao "break even". Contudo, com as perspetivas atuais, e sem uma melhoria do cenário a partir de setembro, esse objetivo não será alcançado.
Ver comentários
Saber mais conversa capital josé theotónio grupo pestana hotelaria turismo coronavírus
Mais lidas
Outras Notícias