Sporting dispara mais de 7% após vitória de Varandas

As acções da SAD leonina subiram mais de 7%, depois das eleições que decorreram este fim-de-semana. Com a subida desta segunda-feira, os títulos acumulam um ganho desde o início do ano.
Jornal de Negócios
pub
Sara Antunes 10 de setembro de 2018 às 10:46

As acções da SAD do Sporting subiram 7,14% para 0,75 euros, levando a cotada para terreno positivo no acumulado do ano (4,48%).
A subida dos títulos surge depois de no fim-de-semana terem decorrido as eleições para a presidência do Sporting, com os sócios a darem a vitória a Frederico Varandas. 
O médico, de 38 anos, foi eleito para um mandato de quatro anos, com 42,32% dos votos. Frederico Varandas será assim o 43.º presidente dos 'leões', sucedendo a Bruno de Carvalho.
Varandas foi director clínico do Sporting, entre 2011 e 2018, e desempenhou as mesmas funções no Vitória de Setúbal, entre 2007 e 2011, sendo ainda proprietário de uma clínica de recuperação física.

Este foi o acto eleitoral do clube com maior afluência de sempre, com 22.510 sócios votantes, 19.159 de forma presencial e 3.351 por correspondência, de um total de 51.009 com direito a voto.

 

Além de Varandas, concorriam à presidência dos 'leões' João Benedito (lista A), José Maria Ricciardi (B), Rui Jorge Rego (E), José Dias Ferreira (F) e Fernando Tavares Pereira (G).


As transacções das acções do Sporting, sendo uma cotada de reduzida liquidez, só se efectuam duas vezes por dia: uma às 10:30 e outra às 15:30, apesar de as ordens estarem sempre a entrar no sistema. Neste regime de negociação por chamada estão cotadas com pouca liquidez ou pouca dispersão em bolsa. Ou seja, a haver mais oscilações nestas duas cotadas só às 15:30.

pub