Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Energia e tecnologias animam Wall Street

As bolsas do outro lado do Atlântico fecharam em alta, sustentadas sobretudo pelos títulos da energia e das tecnologias e ainda pela convicção de que o Reino Unido irá dizer sim à União Europeia no referendo de quinta-feira.

Bloomberg
Negócios 21 de Junho de 2016 às 23:34
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Standard & Poor’s 500 encerrou a subir 0,30% para 2.088,90 pontos, elevando assim os ganhos das duas últimas sessões para 0,90%.

 

O índice industrial Dow Jones, por seu lado, avançou 0,14% para 17.829,73 pontos e o tecnológico Nasdaq Composite valorizou também 0,14%, a valer 4.843,76 pontos.

 

As praças norte-americanas foram especialmente sustentadas pelas energéticas – em dia de subida dos preços do petróleo nos principais mercados internacionais – e pelas tecnológicas.

 

Destaque para a Microsoft, que somou 2,2%, e para a Apple, que registou uma subida de 0,90%, com ambas a liderarem os ganhos no sector das tecnologias.

 

No centro das atenções continua o referendo britânico sobre o destino do Reino Unido na UE (23 de Junho). As últimas sondagens mostram que o Bremain (permanência do Reino Unido na União Europeia) ganhou algum terreno, o que impulsionou os mercados.

 

Com o assassinato na semana passada da deputada trabalhista britânica Jo Cox, que não resistiu aos ferimentos e faleceu durante a tarde, poucas horas depois de ter sido baleada e esfaqueada em Birstall, no norte de Inglaterra, começou logo a perceber-se uma inversão de tendência em relação ao referendo. Essa inversão não parecia hoje tão evidente, havendo ainda muita incerteza a pairar, mas o sentimento dos investidores é de optimismo.

Ver comentários
Saber mais Wall Street Standard & Poor's 500 Nasdaq Composite Dow Jones bolsa EUA
Outras Notícias