Bolsa Bons resultados levam Wall Street a atingir valores de fecho recorde

Bons resultados levam Wall Street a atingir valores de fecho recorde

O Nasdaq e o S&P500 fecharam em máximos e ficaram muito perto dos níveis intradiários mais elevados de sempre. Desde o início do ano marcam ganhos em torno de 20%.
Bons resultados levam Wall Street a atingir valores de fecho recorde
Resultados deram luz verde para os ganhos em Wall Street
Bloomberg

As bolsas norte-americanas registaram mais uma sessão de ganhos, com os índices a serem embalados pelos resultados positivos que foram apresentados por diversas cotadas.

 

O Nasdaq ganhou 1,32% para 8.120,82 pontos e o S&P500 valorizou 0,88% para 2.933,63 pontos. Ambos os valores de fecho de sessão são os mais elevados de sempre, sendo que os dois índices estão muito perto de superarem os recordes intradiários fixados na sessão de 21 de setembro de 2018 (2.940,91 pontos no caso do S&P500).

 

O Dow Jones está um pouco mais distante de máximos históricos, tendo esta terça-feira valorizado 0,55% para 26.656,39 pontos.

 

Depois de um final de 2018 com várias sessões de sell off, Wall Street está de novo numa fase de alta sustentada, com os investidores animados com o recuo da Reserva Federal nas subidas de juros e perspetivas positivas para um acordo comercial entre os EUA e a China.

 

Desde os mínimos fixados no final de 2018 o S&P500 já sobe 25%. Em 2019 o índice norte-americano aprecia 17%, enquanto no mesmo período o índice tecnológico Nasdaq ganha 22,3%. O Dow Jones acumula um ganho mais modesto (+14,2%).

 

Mas o que verdadeiramente animou hoje os investidores foram os resultados empresariais positivos que foram apresentados por diversas cotadas.

 

O Twitter foi a estrela da sessão. As ações avançaram 15,71% para 39,77 dólares, depois da rede social ter apresentado  receitas acima do esperado relativas ao primeiro trimestre do ano. Mas além das receitas, houve outro número inesperado que agradou aos investidores: os utilizadores ativos, que dão sinais de sustentabilidade da rede social.

 

A Coca-cola também esteve em trajetória ascendente, contando ganhos de 1,71% para os 48,21 dólares por ação. A gigante do rótulo vermelho também apresentou esta terça-feira resultados acima das expectativas, beneficiando de um aumento das vendas de água e de novos sabores de bebidas gaseificadas. Os analistas apontavam para lucros de 46 cêntimos por título quando a empresa respondeu com 48 cêntimos. As receitas de 8,02 mil milhos de dólares superaram os 7,88 mil milhões que eram esperados.

 

Entre as cotadas que também apresentaram resultados, a Hasbro disparou 14,23%, a Lockheed Martin ganhou 5,66% e a United Technologies subiu 2,21%.

 

"Ninguém está muito certo de como serão os resultados (das empresas) e muitos analistas baixaram as expectativas", logo, "poderemos ter um salto à medida que os investidores percebem que as coisas não estão tão más como era esperado", comentou um analista da B. Riley FBR, em declarações à Reuters.

 

A previsão era de que os lucros das empresas do S&P500 caíssem 1,7% nos meses entre janeiro e março, a primeira contração desde 2016. Esta será a semana mais preenchida da época de resultados do primeiro trimestre e 80% das cotadas que já revelaram os números excederam as expectativas dos analistas.

 

Os investidores vão agora estar de olhos postos nos resultados que serão apresentados esta semana, por parte de empresas como a Amazon, Tesla, Facebook e Microsoft.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI