Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Expectativa de corte de juros dá novos recordes a Wall Street

As bolsas norte-americanas abriram em terreno positivo, com o Dow e o S&P 500 a estabelecerem novos máximos históricos animados pelas declarações feitas esta semana pelo presidente da Fed. Jerome Powell disse haver margem para um corte da taxa diretora.

Reuters
Carla Pedro cpedro@negocios.pt 12 de Julho de 2019 às 14:38
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Dow Jones segue a somar 0,85% para 27.156,31 pontos, o que constitui um novo máximo histórico.

 

Também o Standard & Poor’s 500 segue no valor mais alto de sempre, a ganhar 0,23% para 3.003,79 pontos.

 

Por seu lado, o tecnológico Nasdaq Composite avança 0,17%, para 8.210,36 pontos, após alcançar anteontem um nível nunca antes visto, nos 8.228,60 pontos.

 

Na quarta-feira, o presidente da Fed, Jerome Powell, falou perante o Comité de Serviços Financeiros da Câmara dos Representantes (que, com o Senado, compõe o Congresso) e reiterou que a incerteza económica é elevada e que a Fed vai atuar de forma apropriada.

 

As palavras de Powell foram recebidas como um sinal de que os juros do outro lado do Atlântico vão descer, o que levou as bolsas dos EUA a atingirem de imediato novos máximos históricos.

 

Entretanto, ontem Powell falou perante o Comité da Banca do Senado e disse que o banco central tem margem para flexibilizar a sua política monetária. "A ligação entre desemprego e inflação tornou-se débil há cerca de 20 anos", afirmou, citado pela Bloomberg. "Está a ficar mais fraca, mais fraca e mais fraca", frisou.

 

Estas declarações, aliadas às atas da última reunião da Fed, que apontam no mesmo sentido, estão a dar gás a Wall Street - com os investidores a apostarem de novo em ativos de maior risco, como é o caso das ações.

Ver comentários
Saber mais Wall Street Standard & Poor's 500 Nasdaq Composite Dow Jones bolsa EUA
Mais lidas
Outras Notícias