Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fuga ao risco também penaliza Wall Street

As bolsas norte-americanas seguem a tendência das restantes praças mundiais, numa sessão marcada pela fuga ao risco por parte dos investidores devido à incerteza com o resultado do referendo no Reino Unido.

Bloomberg
Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 13 de Junho de 2016 às 14:48

As bolsas norte-americanas iniciaram a semana em queda, seguindo a tendência negativa das restantes bolsas mundiais, que estão a reflectir a saída dos investidores dos activos de maior risco.

O Dow Jones cai 0,19% para 17.831,85 pontos e o Nasdaq cede 0,39% para 4.875,36 pontos. Na Europa as quedas são mais acentuadas com o Stoxx 600 a ceder 1,82% para mínimos de dois meses.

A queda das bolsas, que já na sexta-feira tinham sofrido perdas acentuadas, reflecte o crescente receio dos investidores com a possibilidade de os britânicos votarem pela saída do Reino Unido da União Europeia, uma perspectiva que ganhou força depois de reveladas as últimas sondagens.

O referendo decorre a 23 de Setembro e antes disso acontece a reunião da reserva Federal. No fim-de-semana seguinte será a vez das eleições espanholas. Tudo eventos que mantêm os investidores fora dos mercados accionistas.

A limitar o sentimento negativo em Wall Street está o negócio anunciado esta manhã, com a Microsoft a pagar 26,2 mil milhões de dólares pela aquisição do LinkedIn. A fabricante de "software" desvaloriza 3,2% e a rede social dispara 48%.

Outras cotadas expostas a este mega-negócio estão em terreno positivo, com o Twitter a subir 4,6% e a Yelp a valorizar 2,5%.

 

 

Ver comentários
Saber mais Wall Street Microsoft Reino Unido Brexit União Europeia
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio