Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lisboa acompanha otimismo no resto da Europa com ganho da EDP a dar a mão

A bolsa nacional terminou o dia em leve alta, acompanhando o sentimento positivo registado nas restantes praças europeias. Por cá, apesar da queda da Galp, o ganho da EDP deu um forte impulso.

A bolsa portuguesa destaca-se com uma escalada de 20% em menos de mês e meio.
Miguel Baltazar
Gonçalo Almeida goncaloalmeida@negocios.pt 08 de Abril de 2021 às 16:42
  • Assine já 1€/1 mês
  • 13
  • ...
O índice PSI-20 terminou a sessão desta quinta-feira a ganhar 0,09% para os 5.029,88 pontos, num dia em que o índice de referência para a Europa voltou a renovar máximos históricos, com os investidores a olharem já para o pós-pandemia.

A maioria das praças europeias espelha o entusiasmo que existe em torno da recuperação económica a nível global, dias depois de o Fundo Monetário Internacional (FMI) ter revisto em alta as suas projeções para todo o mundo.

A este sentimento juntaram-se a divulgação das minutas da Reserva Federal dos Estados Unidos, sobre a última reunião de política monetária de março, onde fica reforçada a mensagem de que os apoios à economia são para manter, e de que o "rally" nas "yields" do Tesouro é reflexo da força da economia, ao invés de ser interpretado como um alarme no que toca a inflação.

Hoje, também o Banco Central Europeu (BCE) revelou que os membros do Conselho consideram ainda prematuro baixar a guarda.

Por cá, a EDP ganhou 1,84% para os 5,202 euros por ação e a EDP Renováveis subiu 0,75% para os 18,79 euros por ação.

Ainda na energia, a REN - Redes Energéticas Nacionais subiu 0,41% para os 2,44 euros, num dia em que se soube que vai ao mercado para tentar levantar 300 milhões de euros numa emissão de dívida verde com maturidade a oito anos para financiar projetos ligados ao ambiente e à sustentabilidade, depois de ter realizado um "non deal road show" para atrair investidores no início de fevereiro.

A Altri ganhou 0,70% para os 6,44 euros. A empresa 
pretende remunerar os acionistas com o pagamento de um dividendo em espécie no âmbito da potencial colocação em bolsa da Greenvolt - Energias Renováveis.

 

Os acionistas vão deliberar sobre a operação na assembleia geral que foi convocada para 30 de abril, sendo que em cima da mesa está a distribuição de até um máximo de cinco milhões de ações.


Entre as quedas está o Banco Comercial Português, que hoje perdeu 0,17% para os 11,95 cêntimos por ação.
Ver comentários
Outras Notícias