Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Montanha russa continua. Após perder mais de 1% na última sessão, Lisboa volta a sorrir

Depois de na última sessão ter derrapado em linha com toda a Europa, a bolsa de Lisboa levantou-se e negoceia em terreno positivo. Em semana tem registado particulares oscilações entre sessões nas principais praças mundiais.

O índice português de referência valorizou mais de 8% no trimestre, naquele que foi o melhor desempenho entre as praças desenvolvidas.
Tiago Sousa Dias
Fábio Carvalho da Silva fabiosilva@negocios.pt 06 de Outubro de 2022 às 08:14
  • Partilhar artigo
  • 11
  • ...
A semana tem sido marcada pela volatilidade e esta quinta-feira não foi excepção. Depois de na última sessão ter derrapado em linha com toda a Europa, tendo encerrado o dia com 14 das 15 cotadas no vermelho, a bolsa de Lisboa levantou-se e negoceia em terreno positivo. 

Mais uma vez à boleia das restantes congéneres europeias, o principal índice nacional arrancou a sessão a valorizar 0,34% para 5.462,51 pontos. Entre as 15 cotadas, 11 negoceiam no verde, duas no vermelho e duas permanecem inalteradas.

Mota-Engil é a estrela do arranque da sessão, estando a somar 2,19% para 1,12 euros por título.

A construtora é seguida pelo BCP que ganha 1,89% para 0,1348 euros, acompanhando o setor europeu da banca que soma mais de 1%, momentos antes de serem divulgados os relatos da última reunião de política monetária do BCE, que deliberou uma subida dos juros diretores em 75 pontos base.

 

Por outro lado, a Galp comanda as perdas no PSI, estando a desvalorizar 0,48% para 10,32 euros, à boleia da queda do petróleo no mercado internacional.

Ainda no setor energético também a REN cai 0,41% para 2,44 euros. Já a família EDP negoceia em terreno positivo, com o braço das renováveis a somar 0,23% para 22 euros e a empresa-mãe a crescer 0,16% para 4,50 euros. A Greenvolt permanece inalterada nos 8,32 euros.

 

No retalho, o sentimento de arranque de sessão foi positivo, tendo a Sonae ganho 0,71% para 0,86 euros por título, enquanto a Jerónimo Martins arrecadou 0,58% para 19,02 euros.

 

Por fim entre as papelerias, a Altri ganha 0,59% para 5,11 euros e a Navigator acresce 0,57% para 3,55 euros. Já a Semapa permanece inalterada em 12,26 euros.


(Notícia atualizada às 8:40 com restantes cotações, além da Mota-Engil).
Ver comentários
Saber mais Europa Lisboa economia negócios e finanças macroeconomia
Outras Notícias