Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lisboa fecha no vermelho só com Galp a subir

A bolsa portuguesa encerrou no vermelho a sessão do feriado de 5 de outubro, acompanhando as perdas vividas nas principais praças europeias. A única cotada do PSI a terminar o dia em terreno positivo foi a Galp, à boleia da OPEP+.

A bolsa portuguesa destaca-se com uma escalada de 20% em menos de mês e meio.
Miguel Baltazar
Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 05 de Outubro de 2022 às 16:47
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...
O PSI recuou 1,49%, para os 5.444,09 pontos, depois de fortes ganhos nas duas primeiras sessões de outubro. Num dia marcado pelo feriado nacional, a bolsa portuguesa acompanhou as quedas das congéneres europeias.

Das 15 cotadas do índice nacional apenas a Galp fechou em alta e a Corticeira Amorim terminou o dia inalterada. As restantes 13 sofreram perdas.

A pressionar o índice esteve principalmente a Jerónimo Martins, a cotada com maior peso no PSI, que tombou 3,52%. Ainda no retalho, a Sonae recuou 1,96%.

Também o setor energético, com exceção da Galp, viveu um dia negativo: a Greenvolt caiu 2,92%, a EDP cedeu 1,47%, a REN perdeu 1,41% e a EDP Renováveis recuou 1,35%.

O setor papeleiro também foi penalizado, com Navigator e Altri a perderem 2,06% e 2,03%, respetivamente.

O BCP quase escapou "ileso", fechando a desvalorizar 0,15%, para os 0,1323 euros.

A Galp escapou à maré vermelha e encerrou a ganhar 0,63%, beneficiando da subida em torno de 1,5% nos preços do petróleo após a OPEP+ ter anunciado que irá cortar a produção em novembro em dois milhões de barris diários.
Ver comentários
Saber mais bolsa PSI Lisboa Euronext
Outras Notícias