Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Oi vai propor agrupamento de ações

A operadora brasileira vai apresentar a proposta em assembleia-geral de acionistas a realizar ainda este ano.

Operadora brasileira Oi, participada da Pharol, entrou em processo de recuperação judicial em meados de 2016. Já passaram cinco anos.
DR
Negócios jng@negocios.pt 30 de Agosto de 2022 às 17:11
A Oi, operadora brasileira na qual a Pharol detém uma posição de 4,66%, vai propor um agrupamento de ações - uma operação inversa ao "stock split" - para dar cumprimento aos regulamentos da bolsa brasileira.

Em comunicado enviado esta terça-feira à CMVM, a Pharol indica que a Oi foi notificada pela B3 S.A. - Brasil, Bolsa Balcão de que entre 1 de julho e 11 de agosto as ações da operadora "permaneceram cotadas abaixo de um real por unidade". Nesse sentido, a B3 solicita à Oi que até 1 de setembro divulgue "os procedimentos e cronograma que serão adotados para enquadrar a cotação de suas ações em valor igual ou superior a 1 real".

"Em cumprimento ao determinado pela B3, a Companhia [Oi] informa que será submetida ao Conselho de Administração da Companhia, proposta de grupamento de ações para deliberação dos acionistas em
Assembleia Geral Extraordinária a ser convocada e realizada ainda neste ano".
Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio