Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Quem foi ao IPO da Alibaba já pode vender as acções

Na passada sexta-feira terminou o período de "lockup" sobre as acções da Alibaba, o que significa que, quem foi ao IPO da empresa chinesa, já pode vender a sua participação. As acções caem mais de 1,5%.

Bloomberg
Rita Faria afaria@negocios.pt 21 de Setembro de 2015 às 17:04
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As acções da Alibaba estão a descer 1,51% para 64,76 dólares, depois de já terem deslizado mais de 2% na sessão desta segunda-feira, 21 de Setembro, que marca o fim das restrições à negociação dos títulos da empresa chinesa, na sequência da oferta pública inicial (IPO, na sigla inglesa) de Setembro do ano passado.

O "lockup" de 63% das acções da Alibaba – que significa que não podiam ser vendidas durante um período de tempo após o IPO – terminou na passada sexta-feira, permitindo aos maiores accionistas venderem as suas participações a partir de hoje.

Segundo a Bloomberg, todos os olhos estão agora postos sobre a Yahoo, que ainda não terá decidido o que vai fazer com a sua participação de 15%. O fundador da Alibaba, Jack Ma (na foto), e o vice-presidente Joseph Tsai vão manter as suas acções, e os analistas esperam que o SoftBank também mantenha a sua participação.

A oferta pública inicial da tecnológica chinesa tornou-se na maior de sempre, em todo o mundo, ao atingir 25 mil milhões de dólares, com cerca de 320 milhões de acções vendidas.

Quem foi ao IPO está, desde então, impedido de vender as suas acções, um controlo imposto para estabilizar o preço dos títulos depois da sua estreia em bolsa, e para evitar que funcionários e investidores pré-IPO vendam "despejem" as suas acções para o mercado.

O fim das restrições "liberta" quase 1,6 mil milhões de acções, com um valor de mercado de 105 mil milhões de dólares (cerca de 92,8 mil milhões de euros).

Ver comentários
Saber mais Alibaba IPO Yahoo acções China Estados Unidos e-commerce
Outras Notícias