Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Retalho e energia dão fôlego a Wall Street. Best Buy escala 12,71%

Energia e retalho foram os setores protagonistas da sessão. A cotada mais destacada foi a Best Buy que aliviou o "outlook" de vendas para este ano. O dia serviu ainda para digerir as mais recentes declarações de alguns membros da Fed, em vésperas da divulgação das atas da última reunião de política monetária de novembro.

Reuters
Fábio Carvalho da Silva fabiosilva@negocios.pt 22 de Novembro de 2022 às 21:35
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...

Wall Street arrancou a sessão em terreno positivo, tendo o setor do retalho sido o centro das atenções dos investidores, depois de a Best Buy ter atualizado em alta as previsões de vendas para este ano, reduzindo assim a preocupação do mercado sobre a possibilidade de as compras de dezembro serem mais fracas do que o esperado. Também o setor da energia partilhou o papel de protagonista da sessão, tendo subido à boleia do preço do petróleo.

 

O industrial Dow Jones somou 1,18% para 34.098,10 pontos, enquanto o S&P 500 valorizou 1,36% para 4.003,58 pontos. Já o tecnológico Nasdaq Composite ganhou 1,36% para 11.174,41 pontos.

 

A Best Buy informou que espera que as vendas caiam 10% em termos homólogos, face à previsão anterior de uma queda de 11%. Perante esta perspetiva menos pessimista, os títulos somaram 12,71%, tendo comandado os ganhos do S&P 500. No terceiro trimestre, que para a empresa terminou a 29 de outubro as vendas da empresa caíram 10,4% em termos homólogos, abaixo das estimativas da Refinitiv que apontava para 12,9%.

 

A energia também ajudou a impulsionar a sessão, à boleia da cotação do petróleo que esta terça-feira recuperou do tombo da última sessão. O "ouro negro" mergulhou devido à informação de que a Arábia Saudita e outros membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados (OPEP+) estariam a ponderar um aumento da produção, isto numa altura em que a China mantém muitas restrições devido à covid e penaliza dessa forma as perspetivas para a procura.

 

No entanto, esta terça-feira, a informação foi depois desmentida por Riade, o que levou a que as cotações eclipsassem quase todas as perdas. Assim, a Shell por exemplo subiu 3,89%.

 

O dia serviu ainda para digerir as mais recentes declarações de alguns membros da Reserva Federal norte-americana, um dia antes de serem divulgadas as atas da última reunião de política monetária do banco central, que ocorreu em novembro.

 

A presidente Reserva Federal de Cleveland, Loretta Mester, demonstrou disponibilidade para abrandar o ritmo da subida das taxas de juro diretoras.

 

Já a presidente da Fed de São Francisco, Mary Daly, alertou para a necessidade de os membros da Fed estarem atentos aos desfasamentos na transmissão das mudanças da política monetária, segundo a Bloomberg.

Ver comentários
Saber mais Wall Street Buy Buy S&P economia negócios e finanças mercado e câmbios energia petróleo e gás (distribuição) macroeconomia economia (geral)
Outras Notícias