Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Salvador Caetano faz marcha atrás e desiste de retirar Toyota Caetano de bolsa

A contrapartida para a saída de bolsa da Toyota Caetano Portugal foi fixada em 4,58 euros por ação, 63,5% acima dos 2,80 euros propostos, o que levou à extinção deste processo, segundo o relatório do auditor independente, divulgado esta quarta-feira pela CMVM. A Salvador Caetano rejeitou pagar o valor definido pelo auditor.

Lusa 22 de Abril de 2020 às 20:47
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
"Tendo em consideração o enquadramento e dados projetados ao longo do presente relatório, bem como a ponderação das várias abordagens de avaliação demonstradas, concluímos que o valor mínimo da contrapartida associada ao processo de perda de qualidade de sociedade aberta da Toyota Caetano Portugal, S.A., não deverá ser inferior a um valor de 4,58 euros por ação", lê-se no documento divulgado pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

De acordo com os termos da deliberação da saída de bolsa da Toyota Caetano Portugal, tomada em assembleia-geral de acionistas em 30 de agosto de 2019, se a contrapartida determinada pelo auditor fosse superior aos 2,80 euros propostos, "o compromisso de compra da Salvador Caetano Auto SGPS, SA e a deliberação social de perda de qualidade de sociedade aberta ficariam sem efeito", exceto se a empresa aceitasse pagar um montante superior.

Neste sentido, a Salvador Caetano já informou que não aceita o pagamento do montante determinado, extinguindo-se assim o procedimento de saída de bolsa da Toyota Caetano Portugal.

Na sessão de hoje da bolsa, as ações da Toyota Caetano Portugal ficaram inalteradas em 2,80 euros.
Ver comentários
Saber mais Toyota Caetano Portugal S.A. Caetano Portugal Comissão do Mercado de Valores Mobiliários CMVM saída de bolsa auditor contrapartida extinguida
Mais lidas
Outras Notícias