Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Wall Street fecha semana à procura de direção

Os principais índices acionistas norte-americanos encerraram a última sessão com uma tendência mista, sem grandes oscilações.

É um ano louco. As bolsas americanas caíram nos últimos dois dias, depois de ter recuperado todas as perdas do ano um dia antes.
Reuters
Carla Pedro cpedro@negocios.pt 19 de Fevereiro de 2021 às 21:17
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Dow Jones fechou com um ligeiro aumento de 0,01%, nos 31.494,32 pontos, depois de na quarta-feira ter tocado nos 31.643,70 pontos, o valor mais alto de sempre.

 

Já o Standard & Poor’s 500 cedeu 0,19% para 3.906,71 pontos. Na transação intradiária de terça-feira tocou nos 3.950,43 pontos – o que constituiu um novo máximo histórico – antes de fechar em baixa.

 

Por seu lado, o tecnológico Nasdaq Composite registou uma valorização marginal de 0,07% para 13.874,46 pontos. Na terça-feira fixou um novo recorde, nos 14.174,56 pontos.

 

Apesar de, na abertura da sessão, os intervenientes de mercado terem mostrado de novo mais apetite pelas tecnológicas, rapidamente o sentimento se inverteu de novo, com este setor a ser alvo de uma pressão vendedora. Entre as poucas exceções às quedas esteve a Apple, com uma subida de apenas 0,12% - o que ajudou a que o índice recuperasse algum fôlego nos últimos minutos de negociação.

 

Os investidores aproveitaram sobretudo para vender títulos das tecnologias e viraram-se para ações cíclicas, que são mais sensíveis à economia, em antecipação de uma retoma da economia norte-americana assim que a covid-19 esteja controlada.

 

Os títulos ligados à indústria destacaram-se nos ganhos, impulsionados por uma escalada de mais de 10% da Deere & Co e de mais de 5% da Caterpillar.

 

Também as ações do setor financeiro, matérias-primas e energia estiveram generalizadamente em alta.

Ver comentários
Saber mais wall street dow jones s&p 500 Nasdaq bolsas EUA
Outras Notícias