Research Analistas esperam que Sonae anuncie hoje queda de 19% nos lucros até setembro

Analistas esperam que Sonae anuncie hoje queda de 19% nos lucros até setembro

As receitas e EBITDA da Sonae terão aumentado nos primeiros nove meses deste ano, sendo que a comparação dos lucros que serão hoje apresentados é penalizada pela ausência de extraordinários.
Analistas esperam que Sonae anuncie hoje queda de 19% nos lucros até setembro
Paulo Duarte
Nuno Carregueiro Rita Faria 13 de novembro de 2019 às 13:43

A Sonae SGPS terá obtido lucros de 85 milhões de euros nos primeiros nove meses deste ano, um valor que representa uma queda de 19% face ao mesmo período de 2018, de acordo com a média de estimativas de quatro bancos de investimento (CaixaBank BPI, Barclays, CaixaBank e Fidentiis).

 

A queda nos lucros é explicada pelas mais-valias que a empresa liderada por Cláudia Azevedo conseguiu no segundo trimestre de 2018 com a venda da participação na Outsystems.

 

Analisando apenas o terceiro trimestre (entre julho e setembro), os lucros terão aumentado 70% para 47,5 milhões de euros. Nos resultados do primeiro semestre o efeito das mais-valias com a Outsystems foi ainda mais notório, já que os lucros desceram 52,8% nos primeiros seis meses do ano.   

 

No que diz respeito aos indicadores operacionais, as estimativas dos analistas apontam para um aumento de 10% nas receitas, para 4.657 milhões de euros, e um crescimento de 18% no EBITDA ajustado para 393 milhões de euros.

 

Numa nota de research a que o Negócios teve acesso, os analistas do CaixaBank BPI detalham que, no retalho alimentar (Sonae MC), o LfL (evolução das vendas comparáveis) terá desacelerado de 3,9% no primeiro semestre para 2,5% no terceiro trimestre, recordando que, no caso da Jerónimo Martins, também houve um abrandamento de 3,3% para 0,3%.

 

"Se confirmado o LfL de 2,5%, a Sonae terá ganho quota de mercado, tendo em conta também que as vendas totais deverão ter aumentado 6%, em termos homólogos, no terceiro trimestre", escreve o CaixaBank BPI.

 

Os analistas do Barclays esperam que a Sonae MC tenha registado um desempenho "resiliente" no terceiro trimestre e superior ao alcançado pela Jerónimo Martins. Já no retalho não alimentar o desempenho terá sido "misto".

 

O CaixaBank também aguarda que a Sonae MC tenha conquistado quota de mercado num terceiro trimestre "sólido", "beneficiando com o forte esforço comercial e novas aberturas nas lojas de proximidade".

 

A Sonae apresenta as suas contas ao mercado esta quarta-feira, depois do fecho da sessão. 


Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI