Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BCE encontra negociação suspeita antes de dados nos EUA

Um estudo do BCE encontrou negociações nos mercados norte-americanos que indiciam fugas de informação antes da publicação de dados económicos. As informações antecipadas podem ter beneficiado os investidores em 160 milhões de dólares.

Reuters
Vera Ramalhete veraramalhete@negocios.pt 03 de Maio de 2016 às 13:49
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Banco Central Europeu analisou os movimentos nos mercados accionistas e obrigacionista, junto da publicação de dados económicos nos Estados Unidos e encontrou movimentos que indiciam fugas de informação. Estas fugas poderão ter beneficiado os investidores em mais de 160 milhões de euros, entre Janeiro de 2008 e Março de 2014, revela o documento.

As acções e obrigações evoluíram no sentido "certo" minutos antes da divulgação oficial de indicadores económicos nos Estados Unidos, em 11 dos 21 indicadores analisados. Em sete casos, há "evidências de negociação com informação antes de hora oficial de publicação", reflectidas em movimentos significativos nos 30 minutos antes da publicação, indica o estudo.

Nos sete casos onde foram encontrados movimentos mais significativos, os investidores terão lucrado cerca de 119 milhões de dólares em acções e 46 milhões de euros com a negociação da dívida pública norte-americana a dez anos. "É significativo", diz Alexander Kurov, um dos autores do estudo, à Bloomberg. O autor da Universidade de Virgínia indica que a amostra pretendia aferir "se os resultados eram economicamente significantes" para alargar o estudo.

Procedimentos mais restritos

O estudo realça que os movimentos podem indicar simplesmente uma maior capacidade de previsão dos dados económicos e não uma fuga de informação. Mas, é provável que "uma combinação dos vários factores contribua para o movimento acentuado" no mercado, refere.  

Assim, os autores recomendam procedimentos mais restritos na divulgação dos indicadores, nomeadamente na disponibilização da informação com embargo para jornalistas. O índice de confiança dos consumidores, as venda de casas, os dados preliminares do produto interno bruto, o indicador de produção industrial da Fed e os índices de produção industrial e não industrial foram os indicadores em que os investigadores encontraram movimentos suspeitos associados.

Ver comentários
Saber mais regulação BCE EUA fuga de informação negociação bolsa acções dívida treasuries
Outras Notícias