Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Procura pelas obrigações arrasa oferta: 1.234 milhões de euros

As obrigações para o retalho foram um sucesso. O Estado garantiu os 750 milhões de euros que pretendia, mas as ordens colocadas pelos pequenos investidores superaram em 1,62 vezes o valor total.  

Paulo Moutinho 17 de Maio de 2016 às 16:58
  • Assine já 1€/1 mês
  • 18
  • ...

1.234 milhões de euros. Foi este o valor total das ordens colocadas pelos pequenos investidores que queriam aplicar as suas poupanças nas Obrigações do Tesouro de Rendimento Variável (OTRV). Uma procura que superou em 1,62 vezes os 750 milhões de euros (depois de revistos de 350 milhões) garantidos ao Estado. Os 38.630 investidores obrigaram, assim, ao rateio dos títulos.

Ao final do primeiro dia de subscrição as ordens ascendiam já a 455 milhões de euros, um valor que superava largamente os 350 milhões de euros em OTRV inicialmente colocadas à disposição dos aforradores, de acordo com os dados divulgados na sessão especial de bolsa na Euronext Lisboa. No último dia em que as ordens podiam ser revogadas ou alteradas, a procura ascendia a 1.118 milhões.

 

A fasquia dos mil milhões acabou por ser superada, tal como avançou o Negócios, sendo que na derradeira semana de subscrições o valor acabou por ascender a 1.234 milhões de euros, com os investidores a anteciparem o rateio. Ou seja, perante a perspectiva de não receberem os títulos que pretendiam, muitos terão ajustado em alta as suas ordens. E outros tentaram apanhar alguns destes títulos que pagam um juro atractivo numa altura de taxas zero. No total, o Estado garantiu 38.630 aforradores.

 

As OTRV, que tiveram em subscrição desde 26 de Abril, apresentam uma taxa bruta de 2,2% a que, além dos impostos, é necessário retirar as comissões cobradas pelos bancos. Desde a comissão de subscrição à de custódia dos títulos, de pagamento dos juros e de reembolso final. As simulações realizadas pelo Negócios através da CMVM revelaram que o resultado ao final dos cinco anos pode ser negativo em investimentos de menos de 5.000 euros.

 

Procura leva a rateio

A elevada procura registada por este novo produto de poupança do Estado, que se junta aos certificados de aforro e aos Certificados do Tesouro Poupança Mais (CTPM), levou a que tivesse de haver rateio das obrigações. Assim, de acordo com a informação revelada pela Euronext, os investidores acabaram por não receber a totalidade das OTRV que solicitaram ao balcão do banco.

Depois de garantidas as solicitações até dez OTRV, no valor de 10.000 euros –  o mínimo é de 1.000 e o máximo de investimento é um milhão de euros –, o factor de rateio aplicado foi o de 0,729717629752. Ou seja, quem tenha, por exemplo, solicitado 15 OTRV, no valor de 15.000 euros, garantiu as primeiras 10. Das outras cinco recebeu 3. Assim, em vez de 15.000 euros acabou por investir 13 mil euros, menos do que o pretendido.

Ver comentários
Saber mais OTRV Euronext
Outras Notícias