Outros sites Cofina
Notícia

Portugal acompanha Europa e desce na utilização de renováveis nos transportes

Novas estatísticas do Eurostat mostram Portugal perto da média europeia (9%). Suécia lidera o ranking com 30,4% de utilização de energias renováveis nos transportes.

Sónia Santos Dias 24 de Janeiro de 2023 às 09:53
Pexels
  • Partilhar artigo
  • ...

A percentagem de energia renovável utilizada nos transportes na União Europeia (UE) recuou para 9,1%, em 2021, representando uma diminuição de 1,2% em relação a 2020, revelam novas estatísticas do Eurostat. Portugal encontra-se ligeiramente abaixo da média europeia, registando um consumo de 8,6% de renováveis nos transportes em 2021, tendo descido também em relação a 2020 (9,7%) e a 2019 (9%).

Os dados mostram um recuo nos objetivos de redução de emissão gases com efeito de estufa (GEE) no espaço europeu. "Este resultado significa que há muito trabalho a fazer para cumprir a meta de 14% atualmente fixada para 2030 pela diretiva da UE sobre a promoção da utilização de energia proveniente de fontes renováveis. Assim, em 2021, a UE estava 4,9 pp abaixo do objetivo de 2030 e 0,9 pp abaixo do objetivo de 2020", revela o Eurostat em comunicado.

A explicação para este recuo está ligada tanto ao aumento das atividades de transporte devido ao levantamento das restrições da COVID-19, assim como à mudança de metodologia utilizada neste apuramento, explica o gabinete de estatísticas da UE.  

Entre os estados-membros da UE, apenas dois superaram a meta de 2030. A Suécia (30,4%) teve uma quota cerca de três vezes maior do que a registada em 25 estados-membro e mais do dobro da meta para 2030. Foi seguida pela Finlândia (20,5%) e Noruega (20,3%), que mostraram uma utilização muito elevada de energias renováveis nos transportes. As elevadas quotas da Suécia e da Finlândia explicam-se pela utilização significativa de biocombustíveis no seu mix de combustíveis para transportes.

Por outro lado, as quotas mais baixas foram registadas na Irlanda e Grécia (ambas 4,3%), Polónia (5,7%), Letónia (6,4%) e Lituânia (6,5%). As maiores diminuições de 2020 para 2021 foram registadas na Irlanda (-5,9 pp), Hungria (-5,4 pp) e Luxemburgo (-4,6 pp), refere o Eurostat.

Em 2021, todos os estados-membros da UE, com exceção da Finlândia (+6,2 pp), Lituânia (+1,0 pp), Dinamarca (+0,8 pp), Croácia (+0,4 pp) e Malta (sem alteração), registaram uma diminuição da quota média de energia proveniente de fontes renováveis nos transportes em relação a 2020.

 

Leia também: 2€ em 100 km? Portugueses de olho nos carros elétricos

 

 

Mais notícias