Trading Bayer desliza para mínimos de 2012 após nova derrota judicial por causa do Roundup

Bayer desliza para mínimos de 2012 após nova derrota judicial por causa do Roundup

A compra da Monsanto por parte da Bayer está a revelar-se dispendiosa. Uma nova decisão judicial determinou que a Bayer pague 80 milhões de dólares a um homem que terá tido cancro devido à utilização do herbicida Roundup. As ações estão a deslizar para novos mínimos de 2012.
Sara Antunes
Sara Antunes 28 de março de 2019 às 10:52

As ações da Bayer estão a descer mais de 1% para 55,73 euros, tendo já tocado nos 54,48 euros, o que corresponde a um mínimo de junho de 2012.

 

Os títulos da alemã têm estado sob pressão depois de ter comprado a Monsanto e de ter sido descoberto que o herbicida Roundup terá provocado cancro a utilizadores. Esta quinta-feira, 28 de março, foi conhecida uma segunda decisão judicial, que condena a Bayer ao pagamento de 80 milhões de dólares a um homem. Mas esta é apenas a segunda decisão judicial, numa altura em que há mais de 11.200 processos contra o Roundup, segundo a Reuters.

 

Esta não é assim a primeira decisão que condena a Bayer, depois de a Monsanto ter falhado em informar sobre a perigosidade do herbicida Roundup e de ter atuado de forma negligente.

 

Um tribunal de São Francisco considerou que a empresa é responsável pelo linfoma de um homem que utilizou o Roundup. A decisão judicial determinou que Edwin Hardeman, que colocou este processo contra a empresa, recebesse cinco milhões de dólares por danos sofridos mais 75 milhões de dólares de indemnização.  

 

Este caso está a revelar-se bastante dispendioso para a Bayer, que comprou a Monsanto no verão do ano passado por 63 mil milhões de dólares.

 

A Bayer já anunciou que vai recorrer desta decisão.

 

Na primeira decisão judicial, a Bayer foi condenada a pagar 289 milhões de dólares, uma pena que entretanto foi reduzida para 78 milhões de dólares, após recurso.

 

PUB

Conheça mais sobre as soluções de trading online da DeGiro.

DeGiro

Marketing Automation certified by E-GOI