Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

A corrida pela “supremacia quântica”

Os processadores do futuro trabalham com qubits e são muito velozes. São uma espécie de Santo Graal da tecnologia e por causa deles até foi criado recentemente o World Quantum Day. Para já, estes supercomputadores são quase futurismo. “Poderemos dizer que estamos na era pré-transístor”, diz o investigador Rui Maranhão, que lidera a criação de um laboratório de computação quântica na FEUP.

Paulo Duarte
Lúcia Crespo lcrespo@negocios.pt 30 de Abril de 2021 às 14:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

Foi em outubro de 2019 que a Google reclamou para si a "supremacia quântica". O seu laboratório de Santa Barbara, nos Estados Unidos, tinha desenvolvido um processador quântico - o Sycamore - capaz de resolver em 200 segundos uma equação que um computador tradicional demoraria 10 mil anos. O feito foi questionado por companhias como a IBM. A tecnológica centenária alegava que a rival estaria a subestimar o seu supercomputador Summit, que poderia fazer

...

Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Saber mais Computação quântica computadores FEUP Rui Maranhão qubits Google IBM Intel Microsoft D-Wave Systems Rigetti Alphabet transístor Koen Bertels informática JPMorgan Chase Marco Pistoia Citigroup Quantum União Europeia Europa
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Mais lidas
Outras Notícias