Contratos da semana Contrato da semana: Centeno vai gastar mais 266 mil euros em viagens e alojamentos este ano

Contrato da semana: Centeno vai gastar mais 266 mil euros em viagens e alojamentos este ano

Na última semana foram publicados no portal Base 3396 contratos de empreitadas e de aquisição de bens e serviços no valor global de 174,4 milhões de euros. Deste total, 1512 foram por ajuste direto (41,9 milhões) e 465 por concurso público (52,9 milhões).
Contrato da semana: Centeno vai gastar mais 266 mil euros em viagens e alojamentos este ano
Lusa
João D'Espiney 01 de março de 2019 às 15:29

O ministro das Finanças e presidente do Eurogrupo vai gastar 266 mil euros na aquisição de serviços de viagens e alojamentos em 2019.

 

De acordo com o documento publicado pelo gabinete de Mário Centeno esta semana no portal Base, o valor do contrato é de 266 mil euros, "valor presumivelmente isento de IVA", e foi assinado com a Truopi – Portugal de Turismo após concurso público.

 

O contrato inclui o serviço de transporte aéreo - consulta, reserva e emissão de passagens aéreas, nacionais e internacionais - e serviços de alojamento.

 

No primeiro caso, a empresa fica obrigada a pesquisar e disponibilizar "informação sobre as tarifas aéreas mais económicas, aplicáveis a cada deslocação", e apresentar "opções de voos diretos sempre que estes estejam disponíveis" e sobre "as opções low-cost sempre que estejam disponíveis".

O contrato refere ainda a "gestão e aplicação das tarifas negociadas com companhias aéreas no âmbito de contratos preferenciais que o Estado ou a entidade adquirente detenham a nível nacional ou internacional".

 

No caso do alojamento, o contrato abrange "a consulta, reserva e emissão de vouchers de alojamento em território nacional e internacional em estabelecimento hoteleiro de três estrelas ou equiparado, em deslocações a países onde os estabelecimentos hoteleiros de 3 estrelas não apresentem condições mínimas face ao tipo de missão, designadamente por razões de segurança ou de falta de condições, em regime de alojamento e pequeno almoço, sendo o alojamento em quarto individual".

 

O contrato inclui ainda serviços de transporte ferroviário e de aluguer de viaturas (rent-a-car) e outros "serviços complementares de aquisição opcional".

 

De acordo com a pesquisa do Negócios aos contratos publicados pelo gabinete de Mário Centeno no portal Base, o ministro das Finanças já gastou um total de 369,1 mil euros em serviços de viagens e alojamento em quatro contratos (incluindo o publicado esta semana) desde o ano passado.

1.512 ajustes diretos

Na última semana foram publicados no portal Base 3.396 contratos de empreitadas e de aquisição de bens e serviços no valor global de 174,4 milhões de euros. Deste total, 1.512 foram por ajuste direto (41,9 milhões) e 465 por concurso público (52,9 milhões).


OUTROS CONTRATOS

Câmara de Lisboa vai gastar 8,2 milhões em vigilância em dois anos

A câmara municipal de Lisboa vai gastar um total de 8,2 milhões de euros em serviços de vigilância e segurança nos próximos dois anos, de acordo com os sete contratos publicados no portal Base ao abrigo de um acordo quadro.

O contrato mais elevado (3,2 milhões de euros) foi assinado com a empresa Ronsegur – Rondas e Segurança, empresa com quem foram celebrados mais dois contratos no montante global de 3,1 milhões.

Os restantes contratos foram feitos com a Prestibel – Empresa de Segurança (dois no valor de cerca de 1,9 milhões) e com o Grupo 8 – Vigilância e Prevenção Eletrónica (dois no valor 1,7 milhões).

IPO de Lisboa paga quase meio milhão por um equipamento de RX

O Instituto Português de Oncologia de Lisboa Francisco Gentil acaba de comprar um equipamento de RX para exames radiológicos por 430,8 mil euros, mais IVA.

O contrato, celebrado com a Siemens Healthcare após concurso público, inclui ainda "obras de adaptação" e tem um prazo de execução de 42 dias.

Infraestruturas de Portugal contrata Paz Ferreira por 282 mil euros

A Infraestruturas de Portugal, SA, decidiu recorrer aos serviços de assessoria e patrocínio judiciário da sociedade de advogados Paz Ferreira & Associados a quem vai pagar 282 mil euros.

O contrato, assinado após concurso público tem um prazo de execução de 1.095 dias.

 

Câmara de Cascais paga 145,6 mil euros para demolir antigo hospital

A câmara municipal de Cascais vai pagar 145,6 mil euros pelos serviços de "demolição parcial do antigo hospital" do concelho.

O contrato foi feito por ajuste direto com a empresa de Francisco Duarte Prego & Filhos e tem a duração de um mês.

NOTA

"Contratos da semana" é a rubrica semanal do Negócios. Todas as sextas-feiras, o leitor poderá ficar a saber os principais procedimentos de aquisição de bens e serviços e empreitadas de obras públicas dos organismos e entidades da Administração Central, Local, Regional e do Sector Empresarial do Estado que foram publicados no portal Base na última semana. Mais do que concluir se o dinheiro dos contribuintes está ou não a ser bem aplicado, o objectivo desta nova rubrica é dar uma ideia aos leitores sobre as áreas e o valor das despesas do dia-a-dia dos nossos serviços públicos, destacando sempre os 10 procedimentos contratuais mais elevados e alguns dos contratos mais curiosos.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI