Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Alemanha espera arrancar com vacinação no início de 2021

O diretor do instituto que supervisiona as vacinas na Alemanha disse a vários jornais alemães que os dados das duas primeiras fases dos testes mostram que várias vacinas que estão a ser desenvolvidas deram imunidade aos voluntários.

EPA
Negócios jng@negocios.pt 19 de Agosto de 2020 às 10:03
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

Klaus Cichutek, diretor do Paul Ehrlich Institut, que supervisiona as vacinas na Alemanha, confia que no arranque do próximo ano os primeiros alemães vão ser vacinados contra a covid-19.

São várias as farmacêuticas em todo o mundo que estão já a efetuar testes avançados, cada um com vários milhares de participantes, sendo que várias esperam ter os resultados finais até ao final do ano.

Segundo a Reuters, Cichutek disse a vários jornais alemães que os dados das duas primeiras fases dos testes mostram que várias vacinas que estão a ser desenvolvidas deram imunidade aos voluntários.

"Se os dados da terceira fase dos testes mostrarem que as vacinas são efetivas e seguras, a primeira vacina pode ser aprovada no início do ano, possivelmente com condições", disse o chefe do regulador alemão.

"Tendo em conta as garantias dos fabricantes, as primeiras doses [da vacina] para as pessoas na Alemanha vão estar disponíveis nessa altura, tendo em conta as prioridades" do comité que supervisiona as vacinas no país, disse o mesmo responsável.

Na corrida ao desenvolvimento de uma vacina contra a covid-19 estão farmacêuticas como a Moderna, AstraZeneca e a Pfizer, sendo que cada uma estima produzir mais de mil milhões de doses. Na Alemanha a CureVac CVAC está também a desenvolver uma vacina, que espera ter pronta em meados do próximo ano, caso o processo de aprovação seja célere.

A Rússia foi o primeiro país a registar uma vacina, mas a OMS mostrou cautela com o processo pois não é ainda evidente se é eficaz e segura.

A Alemanha tem mais de 200 mil casos confirmados de covid-19 e enfrenta uma aceleração no número de pessoas infetadas nos últimos dias. 

Ver comentários
Saber mais Alemanha Klaus Cichutek
Outras Notícias