Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Norte e Lisboa têm número semelhante de testes à covid-19

Os dados do Instituto Ricardo Jorge pedidos pela Câmara do Porto contrariam a tese do Governo e do Presidente da República de que a subida dos contágios na região de Lisboa e Vale do Tejo é explicada pela maior testagem.

Em 2017, o turismo representava 19,7% do PIB da região de Lisboa, segundo um estudo da Roland Berger.
Duarte Roriz
António Larguesa alarguesa@negocios.pt 25 de Junho de 2020 às 16:46
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

O número de testes à covid-19 realizados nas últimas semanas na região Norte é semelhante ao registado em Lisboa e Vale do Tejo (LVT), "não sendo por isso atribuível a descoberta de novos casos à realização de testagem acrescida numa ou noutra região".

 

A conclusão é tirada pela Câmara do Porto, tendo por base os dados oficiais atualizados a 24 de junho, que foram cedidos pelo Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge. "Os gráficos demonstram que se testa tanto na Região de Lisboa com no Norte do país", acrescenta a autarquia liderada por Rui Moreira.

 

 

Nos últimos dias, o Presidente da República e vários membros do Governo têm justificado o aumento de contágios na zona da capital com a maior testagem, a par do comportamento dos jovens. Uma tese que começou a ser contrariada pelos epidemiologistas na reunião realizada esta quarta-feira, 24 de junho, na sede do Infarmed.

 

A Câmara do Porto diz que pediu e avançou com a publicação destes dados porque "os cidadãos questionam-se se, quando é invocada a quantidade de testes na Região de LVT para justificar os números de infetados, isso quer dizer que no resto do país não há rastreio suficiente". Para "tranquilizar" a população, atesta que o rastreamento "continua a ser feito de forma eficaz e ao mesmo ritmo da região de Lisboa".

 

Por outro lado, além de confirmar que o total de testes tem vindo a cair desde o início do desconfinamento, como o Negócios já tinha noticiado, os números do Instituto Ricardo Jorge mostram que, para uma quantidade semelhante de testes, a incidência de positivos a Norte é de 1,2%, subindo para 5,1% na região da capital. No Centro a percentagem é 1,6%, no Alentejo 0,4%, no Algarve 3%, nos Açores 0,3% e na Madeira 0%.

 

Desde o início do desconfinamento, a Grande Lisboa tem nove vezes mais casos que o Grande Porto. O número de vítimas mortais em Portugal devido ao novo coronavírus aumentou para 1.549, mais seis do que ontem. Segundo anunciou a Direção-Geral de Saúde (DGS) esta quinta-feira, 25 de junho, o número de infetados cresceu 0,78%, para 40.415, o que representa 311 novos casos confirmados nas últimas 24 horas.

 

Segundo a mesma fonte, LVT já ultrapassou o Norte no número acumulado de casos de covid-19. Em particular, o concelho do Porto está há 20 dias sem registar qualquer caso positivo em residentes, tendo até saído do "top 5" dos que registam mais casos desde o início da pandemia, com menos de metade do verificado em Lisboa.
Ver comentários
Saber mais coronavírus covid-19 testes lisboa norte saúde DGS governo marcelo rebelo de sousa câmara do porto rui moreira
Outras Notícias