Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Candidaturas a estágios Ativar.pt atingem 6.865 candidaturas, 83% das vagas

Os dados constam na nota explicativa entregue pelo Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social ao parlamento, no âmbito das audições da apreciação na especialidade do Orçamento do Estado para 2021 (OE2021).

As substituições surgem numa altura especialmente exigente para os serviços do ministério liderado por Ana Men           des Godinho.
António Cotrim/Lusa
Lusa 09 de Novembro de 2020 às 20:03
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O Estágios Ativar.pt, medida que veio substituir os estágios profissionais do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), registou já 6.865 candidaturas, representando 83% das vagas disponíveis, segundo dados divulgados hoje pelo Ministério do Trabalho.

Os dados constam na nota explicativa entregue pelo Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social ao parlamento, no âmbito das audições da apreciação na especialidade do Orçamento do Estado para 2021 (OE2021).

Segundo o documento, as candidaturas aos Estágios Ativar.pt, que arrancaram em 01 de outubro e terminam em 18 de dezembro, registaram até ao início de novembro "6.865 candidaturas para 8.264 vagas".

Já a medida incentivo Ativar.pt, registou "2.155 candidaturas para 2.476 postos de trabalho", indica a nota do ministério liderado por Ana Mendes Godinho, que é ouvida na terça-feira em conjunto pelas comissões parlamentares de Orçamento e Finanças e do Trabalho e Segurança Social.

No caso do Incentivo Ativar.pt, as candidaturas até novembro representam assim 87% das vagas disponíveis.

As candidaturas aos estágios Ativar.pt abriram em 01 de outubro e encerram em 18 de dezembro, ou antes, caso se atinja a dotação orçamental, de 75 milhões de euros, segundo informação do IEFP.

A medida estágios Ativar.pt destina-se a desempregados inscritos no IEFP, estando prevista a majoração das bolsas de estágio para os estagiários com qualificação acima do secundário.

Já a medida Incentivo Ativar.pt, que veio substituir o contrato-emprego, consiste num apoio a conceder às empresas que celebrem contratos de trabalho com desempregados inscritos no IEFP.

Na nota entregue na Assembleia da República, o ministério destaca ainda que as medidas ativas de emprego serão reforçadas em 2021, "com o IEFP a ter a maior dotação inicial das últimas décadas, um aumento de 49% face à dotação inicial de 2020, passando para 1.334 milhões de euros".

O Ministério do Trabalho afirma também que, no próximo ano, o Governo vai "procurar um acordo estratégico sobre formação profissional e aprendizagem ao longo da vida em sede de concertação social, em particular nos domínios da formação mais orientados para o mercado de trabalho".
Ver comentários
Saber mais Estágios Ativar IEFP Ministério do Trabalho Solidariedade e Segurança Social
Outras Notícias