Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Inflação alemã terá caído para 10% em novembro, indicam dados preliminares

Em novembro, os preços da energia terão diminuído ligeiramente, enquanto os preços dos alimentos registaram uma subida acima da média. Em outubro a inflação tocou em 10,4%.

A Alemanha é o país da União Europeia que mais gás natural consome e será o mais afetado neste inverno, o primeiro sem o fornecimento de gás russo via gasoduto NordStream1.
Fabrizio Bensch/Reuters
Fábio Carvalho da Silva fabiosilva@negocios.pt 29 de Novembro de 2022 às 15:39
A taxa anual de inflação na Alemanha terá caído para 10% em termos homólogos em novembro, uma queda ligeira face aos 10,4% contabilizados em outubro, segundo a leitura preliminar do Destatis divulgada esta terça-feira.

Já numa análise em cadeia, o índice de preços no consumidor (IPC) da maior economia do mundo deve ter caído 0,5% em novembro face a outubro, de acordo com as estimativas do Departamento Federal de Estatísticas.

Por sua vez, o índice harmonizado de preços (IHPC) no consumidor terá alcançado os 11,3% em termos homólogos em novembro, tendo ficado inalterado (0,0%) face a outubro.

"Os preços da energia e dos alimentos aumentaram consideravelmente desde o início da guerra na Ucrânia e tiveram um impacto substancial na taxa de inflação", observa o gabinete de estatísticas alemão.

Em novembro,"os preços dos alimentos apresentaram um crescimento acima da média (21%) em termos homólogos" Já os preços da energia "diminuíram ligeiramente, mas ainda estão 38,4% acima" de novembro de 2021, acrescenta o Destatis.
Ver comentários
Saber mais Alemanha economia negócios e finanças macroeconomia inflação
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio