Economia Miguel Poiares Maduro: “Não é aceitável” ter ministros que são familiares no Governo

Miguel Poiares Maduro: “Não é aceitável” ter ministros que são familiares no Governo

Antigo ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional diz qu a situação configura um "conflito de interesses"
A carregar o vídeo ...
Celso Filipe Rosário Lira 23 de março de 2019 às 21:00

Miguel Poiares Maduro considera preocupante a nomeação de ministros que são familiares uns dos outros.

Na Conversa Capital, espaço de entrevista conjunto do Negócios e da Antena 1, o antigo ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional do Governo liderado por Passos Coelho considera que existe um "conflito de interesses".

"Um governo não é um conjunto de ministros, é um órgão colegial que tem de tomar decisões colegiais, as propostas de lei são aprovadas colegialmente, ora um membro familiar está sempre numa situação difícil numa avaliação de uma proposta apresentada por outro. Isso é por definição um conflito de interesses. E esta questão que ninguém parece ter suscitado, no meu ponto de vista, existe no atual Governo", argumenta Poiares Maduro.

Neste Governo existem duas situações que se encaixam na observação de Miguel Poiares Maduro. Eduardo Cabrita, ministro da Administração Interna, e Ana Paula Vitorino, ministra do Mar, são casados, José Vieira da Silva, ministro da Segurança Social é pai de Mariana Vieira da Silva, ministra da Presidência da Modernização Administrativa.

"Temos membros do Governo que vão estar a avaliar propostas do marido ou da filha, e isso não me parece aceitável", acrescenta.

A entrevista completa a Miguel Poiares Maduro pode ser lida na edição impressa do Negócios de segunda-feira, 25 de março, e estará também disponível online, na versão premium,  destinada a assinantes.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI