Economia Ministro dos Transportes britânico demite-se por causa de acordo do Brexit

Ministro dos Transportes britânico demite-se por causa de acordo do Brexit

A evolução das negociações no âmbito do Brexit não está a agradar ao ministro britânico Jo Johnson. Para além de se demitir, o político diz que irá promover um segundo referendo para auscultar a vontade da população no actual cenário.
Ministro dos Transportes britânico demite-se por causa de acordo do Brexit
EPA
Negócios 09 de novembro de 2018 às 16:51

O ministro dos Transportes britânico, Jo Johnson, abandonou o cargo como forma de mostrar o seu desacordo em relação à proposta de Theresa May para o "divórcio" com a União Europeia. A discórdia é tal que Johnson afirma que irá debater-se por um segundo referendo sobre o Brexit.

 

De acordo com o ministro demissionário, os membros do parlamento britânico estão a ser confrontados com a escolha entre "a vassalagem e o caos" no que toca à definição do acordo que prevê as condições de relação com a União Europeia após o Brexit.

 

"É cada vez mais claro para mim que o acordo de saída (da União Europeia) será um erro terrível", defendeu Johnson num artigo online. Para o político, o acordo terá como consequências uma economia fragilizada, anos de incerteza para as empresas e implicará obedecer a legislação europeia na qual o Reino Unido não terá poder de voto. Por outro lado, na eventualidade de não se assinar um acordo, a nação terá de enfrentar "danos incalculáveis".

 

Perante este cenário, Johnson acredita que é "absolutamente certo" dar a oportunidade aos britânicos de confirmar se continuam convictos da vontade de sair da UE, a qual manifestaram no referendo em 2016, e, no caso de a resposta permanecer afirmativa, o ex-ministro defende que devem também ser os cidadãos a optar entre o acordo de May ou um não-acordo.

 

Jo Johnson é irmão de Boris Johnson, o ministro dos Negócios Estrangeiros que esteve à frente das negociações do Brexit até escolher também a demissão no passado mês de Julho, por não conseguir alinhar-se com May na visão estratégica para lidar com este assunto.




pub