Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Preços em Portugal sobem em novembro pela primeira vez em cinco meses

Depois de três meses de inflação negativa e um mês de inflação nula (outubro), o índice de preços no consumidor em Portugal voltou a crescer, em novembro, impulsionado pelos preços dos transportes e dos hotéis e restaurantes.

Rita Faria afaria@negocios.pt 11 de Dezembro de 2019 às 11:25
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O índice de preços no consumidor (IPC) em Portugal subiu 0,3% em novembro, face ao mesmo mês do ano passado, uma evolução positiva que não se verificava desde o mês de junho, e que confirma a primeira estimativa do INE avançada no final do mês de outubro.

Os dados revelados esta quarta-feira, 11 de dezembro, pelo Instituto Nacional de Estatística, mostram que a taxa de inflação voltou para terreno negativo, no mês passado, depois de um outubro com inflação nula e três meses consecutivos de inflação negativa, anteriormente.

A chamada inflação subjacente, que exclui os preços mais voláteis da energia e produtos alimentares não transformados, subiu de 0,3% em outubro para 0,6% em novembro. Os dois itens excluídos deste indicador tiveram comportamentos divergentes, com o agregado relativo aos produtos alimentares não transformados a registar uma variação homóloga de 1% e o índice referente aos produtos energéticos a apresentar um decréscimo de 3,2%.

Com os contributos mais importantes para a subida do IPC, o INE destaca os aumentos de preços nos transportes e nos restaurantes e hotéis, de 0,8% e 1,6%, respetivamente. Em sentido oposto, destaca-se a descida de 0,8% dos acessórios para o lar, equipamento doméstico e manutenção corrente da habitação.

Na comparação com o mês anterior, o índice de preços no consumidor caiu 0,1%. Já o índice harmonizado de preços no consumidor (IHPC), usado pelo Eurostat para comparar os países, subiu 0,2%, inferior em 0,8 pontos percentuais à estimativa do Eurostat para a área do euro (diferença igual à do mês anterior).

Ver comentários
Saber mais inflação INE preços
Mais lidas
Outras Notícias