Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Turismo cresce mas abranda o ritmo em 2018

Os números do turismo continuam a aumentar, mas nota-se algum arrefecimento em 2018 face a 2017, nota o INE.

Pedro Catarino
Ana Batalha Oliveira anabatalha@negocios.pt 02 de Agosto de 2019 às 12:39
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

O número de turistas, hóspedes e dormidas em Portugal voltou a aumentar em 2018, mas a um ritmo mais baixo do que no ano anterior, revela o Instituto Nacional de Estatística.

O país recebeu 22,8 milhões de turistas, ou seja, mais 7,5% que em 2017 – ano em que, contudo, o salto no número de visitantes em comparação com o ano anterior foi mais do dobro, 16,6%.

O abrandamento no número de turistas que escolhem Portugal como destino é notório também ao nível da estadia: em julho de 2018 estavam em atividade 6.868 estabelecimentos de alojamento, com uma capacidade de 423,2 mil camas, um aumento homólogo de 4,3% - inferior aos 5,8% de 2017.

No que toca ao número de hóspedes e dormidas, o travão ainda é mais visível: o ano passado foram contabilizados 25,2 milhões de hóspedes e 67,7 milhões de dormidas, mais 5,1% e 3,1% do que nos 12 meses anteriores. Em 2017, estas rubricas tinham subiram 12,9% e 10,8%, respetivamente.

O balanço entre as receitas e as despesas obtido com o turismo subiu 9,7% - também abaixo do salto de 23% registado em 2017, que sucedeu aos 12,7% relativos a 2016. As receitas com esta atividade aumentaram 9,6% em 2018 (contrastando com os 19,5% de 2017) e totalizando os 16,6 mil milhões de euros. As despesas aumentaram na mesma medida para os 4,7 mil milhões de euros.

Algarve, o preferido. Norte, a revelação

O Algarve mantém-se a região com a maior fatia de dormidas, 30,2%, apesar de uma redução ligeira do peso global. Lisboa afirma-se em segundo lugar, com um pso de 25,9%, mas o Norte afirma-se com a subida mais expressiva: as dormidas cresceram 8,5%. O Alentejo também ganha visibilidade com um aumento de 7,6% nas dormidas.

Ver comentários
Saber mais Portugal Norte Algarve economia negócios e finanças turismo hotelaria e alojamentos estilo de vida e lazer
Outras Notícias